Ministro da Saúde reitera compromisso de cofinanciamento de 50% do hospital

13 Nov 2017 / 15:36 H.

“A Madeira precisa de ter um novo Hospital Central”. A afirmação é do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, hoje numa audição no âmbito da discussão do Orçamento de Estado (OE) 2018 na especialidade.

O governante respondia ao deputado do PS eleito pela Madeira, Luís Vilhena, que disse perceber “que o hospital da Madeira não tenha sido anunciado na lista de Hospitais e outras instalações de saúde que o Governo se propõe construir ou pôr em projecto no OE 2018”.

O socialista insular lembrou que “há uma diferença substancial”, que compreende, mas que outros deputados, nomeadamente os do PSD, insistem em não compreender. “É que a construção, manutenção das instalações físicas onde são prestados cuidados de saúde na Madeira são responsabilidade do Governo Regional”, afirmou. Mas, relembrou que o Estado “se comprometeu no OE de 2017 em 50% da construção, repito da construção, do novo hospital da Madeira”, reforçando que a mesma proposta vai ser introduzida novamente no OE 2018 pelo grupo parlamentar do PS.

“No entanto há deputados que defendem que tanto o OE de 2017 como o de 2018 deviam ter uma verba específica para esta obra”, disse ainda. “Não faz sentido inscrever verbas para um projecto que não tem terrenos e projecto de acordo com projecto funcional”, revelou Luís Vilhena, que pediu, ainda assim, um ponto de situação.

Adalberto Campos Fernandes reiterou que a necessidade de construção de uma nova unidade não está em causa. E diz que sabe por estar em contacto com secretário regional da Saúde, de quem recebeu já documentação sobre esta matéria.

O governante revelou ainda o grupo de trabalho para construção do novo hospital tomará em breve uma “posição de natureza técnica” sobre esta matéria e reiterou o compromisso do cofinanciamento de 50% por parte da República. Anunciou ainda uma visita em meados de Dezembro para, entre outras coisas, conhecer o local onde se prevê a construção do novo hospital.

Tópicos