Madeira dispõe de 775 camas para pessoas com doença mental

13 Jun 2018 / 18:39 H.

As três entidades que na Região acolhem e tratam doentes mentais, em parceria com o Serviço público de saúde, disponibilizam 775 camas. Um número revelado, nesta tarde, pelo secretário da Saúde, durante a assinatura de contratos-programa para investimento do Instituto de Reabilitação da Sagrada Família e das casas de Saúde Câmara Pestana e São João de Deus.

Em causa está um montante que ascende a 3,2 milhões de euros. A estes, acrescem, durante este ano, 7,1 milhões de euros para pagamento das diárias, valor que já contempla o aumento verificado relativamente a 2017. No ano passado foram 11,6 milhões. Os são doentes encaminhados pelo sector público (a Região não tem internamento próprio).

Pedro Ramos disse, na ocasião, que a saúde mental foi uma das suas maiores preocupações, desde que assumiu o cargo de secretário da saúde. Entende o Governante que, com o contributo de todos e a todos ouvindo, já foi possível fazer algumas melhorias, como o referido aumento da diária e a disponibilização de mais profissionais. Mas, reconhece o secretário da Saúde, é um percurso a continuar e a melhorar.

Tópicos

Outras Notícias