JPP quer medidas preventivas para proteger pessoas e bens materiais das intempéries

30 Out 2017 / 12:55 H.

O Juntos pelo Povo (JPP) esteve esta manhã no Porto da Cruz, em Machico, para mostrar preocupação com as construções que estão em risco, face às constantes intempéries que têm assolado a Madeira nos últimos anos e que tanto têm fustigado as falésias e encostas, onde estão construídas muitas casas.

Habitações que têm de ser protegidas por muros, suportes e muralhas, bem como de medidas preventivas que tenham em conta as pessoas e os bens materiais. “Aquelas construções que já foram alvo dessas intempéries encontram-se agora em risco e precisam de estruturas de suporte, para garantir a sua sustentabilidade, evitando problemas drásticos em futuras intempéries”, explicou Carlos Costa que esteve numa zona onde ainda se pode testemunhar o efeito de deslizamentos de terras provocados por chuvas intensas, ocorridas há anos, com prejuízos em habitações, deixando outras em risco.

“Para salvaguardar o interesse destas populações, o JPP quer incluir no próximo Orçamento Regional e no Plano de Investimentos e Despesas da Região uma dotação orçamental, tendo em vista a construção de muros de suporte e contenção”, revelou Carlos Costa, lembrando que esta é uma situação que se verifica em vários concelhos da Madeira e, por isso, são necessárias “medidas preventivas para evitar maiores consequências para as pessoas, mas também para o erário público”.

Outras Notícias