JPP pede a criação de uma estrutura de raiz para o Conservatório Escola das Artes da Madeira

26 Jun 2018 / 11:43 H.

No seguimento de visitas de proximidade feitas pelo JPP, os deputados visitaram esta manhã o Conservatório Escola das Artes da Madeira – Eng.º Luiz Peter Clode, de forma a conhecer a oferta curricular da escola assim como “as problemáticas que afligem os órgãos da Direcção”, referiu a deputada Patrícia Spínola.

O Conservatório, como “marco da sociedade madeirense”, pratica “o ensino especializado, o ensino básico e secundário”, sendo uma referência a nível nacional e o “único que integra o programa Erasmus +”. Além deste facto, são muitos os alunos que prosseguem os seus estudos, quer nacional quer internacionalmente, tornando-se referências em várias áreas.

Contudo, de acordo com o JPP, continua por resolver a situação do ensino dos cordofones madeirenses, “uma situação que já se arrasta há algum tempo” frisou Patrícia Spínola, e que deve ser resolvida “pelos alunos que querem dar continuidade à sua educação nesta área da música tradicional madeirense”.

O JPP espera que seja aplicada também na Região a flexibilidade curricular, podendo ser uma alternativa às questões da homologação que até então se colocam. Nesse sentido, “apela à sensibilidade do Governo Regional” comprometendo-se a propor iniciativas nesta matéria, para que seja valorizado o ensino dos cordofones madeirenses.

Da visita efectuada, o JPP “ressalva ainda a necessidade de obras profundas no edifício, da responsabilidade da PATRIRAM”, embora as “pequenas obras de manutenção que têm sido concretizadas pelo próprio conservatório”.

Esta é uma situação que pode ser constatada “a olho nu” necessitando o Conservatório de uma “intervenção abrangente e que dignifique este espaço” referiu a deputada, dando como exemplo a transferência do curso de dança para um núcleo da Escola Profissional Francisco Fernandes por falta de condições do actual edifício do Conservatório.

A solução, defende Patrícia Spínola, deveria passar por uma resposta criada de raiz, que respondesse às várias necessidades dos cursos leccionados, como sejam a acústica e os espaços, entre outros.