Há socialistas a comentar estudo de opinião

14 Fev 2018 / 14:45 H.

Se as próximas eleições Regionais fossem hoje nenhum partido teria maioria absoluta e seria necessário haver uma ‘geringonça’ de direita ou de esquerda para tornar a Madeira governável.

O DIÁRIO revela hoje um estudo de opinião da Eurosondagem onde fica evidente que os cinco pontos de vantagem do PSD sobre o PS deixa antever a necessidade de negociação entre partidos.

Uma sondagem que está a motivar várias reacções nas redes sociais. Sobretudo entre socialistas.

Por exemplo, Maximiano Martins refere que a margem que separa o PS-M do PSD-M alarga-se a favor do PSD, face às últimas sondagens. “Uma surpresa porque os promotores do derrube da liderança de Carlos Pereira sempre afirmaram que o eleitorado estava totalmente com a nova solução. Afinal ganhar a confiança do eleitorado madeirense pode revelar-se mais difícil do que certos pensamentos primários, no interior do PS-M, revelavam. Afinal a alternância democrática tão ambicionada por gerações de socialistas e democratas pode não estar assim tão perto!”, refere.

Maximiano Martins também sublinha que “uma maioria de direita é, agora. possível... o que não era na última sondagem”, não tendo dúvidas “para que lado penderá o CDS no momento de dar maioria governativa ao PSD”.

Quanto à bipolarização que entende estar “adquirida e consolidada”, reconhece que esse é o resultado do trabalho de Carlos Pereira o que significa “que há reconhecimentos a fazer - do trabalho feito - , continuidade de projecto mais do que rupturas sem sentido e muito trabalho pela frente”.

Mas há mais reacções socialistas na rede. A saber:

Amanhã daremos conta que tipo de aliança prefere o eleitorado da Região.

Outras Notícias