Ganhar candidatura a reserva da biosfera é “fundamental” para o Porto Santo

04 Ago 2018 / 16:03 H.

Chegou ao fim, este sábado, o XIII Simpósio Ambiental – “‘Da Colonização ao Povoamento’. Este evento decorreu no primeiro dia no auditório da Câmara Municipal do Porto Santo, onde foram convidados vários oradores de diversas áreas, tais como: Susana Fontinha, Mário Cachão e João Baptista.

Depois de terem sido debatidos vários temas relacionados com o ambiente, como seja a candidatura do Porto Santo a reserva da Biosfera, Susana Fontinha salientou ao DIÁRIO que “é um reconhecimento e valorização de todo o património natural, quer geológico da ilha, bem como a valorização e potenciar os aspectos culturais que o Porto santo reúne”.

A palestrante sublinhou ainda que caso o galardão da reserva da biosfera seja atribuído ao Porto Santo, “irá contribuir da melhoria da qualidade de vida dos porto-santenses”. Esta candidatura é “fundamental para os porto-santenses”, reiterou.

Já Rubina Brito, a responsável pela área ambiental da autarquia local, disse ao DIÁRIO que “é muito importante” que, não só os porto-santenses mas também “todos aqueles que nos visitam, tenham a noção que o Porto Santo tem aspectos únicos e específicos que nós precisamos de urgentemente conhecer para podermos valorizar”.

“Temos aspectos da flora que são exclusivos da ilha, temos aspectos da geologia que são exclusivos do Porto Santo e também aspectos culturais. Uma coisa certa, temos muita potencialidade”, frisou Rubina Brito, acrescentando que este simpósio “tem tido esse objectivo de dar a conhecer esse património, principalmente aos porto-santenses”.

Já no segundo dia actividades integradas no XIII Simpósio Ambiental, os participantes realizaram vários passeios e visitas de estudo por diversos ‘geosítios’ da ilha do Porto Santo.

Outras Notícias