Funchal aposta na formação para qualificar o Comércio Tradicional

Primeira acção de formação sobre como decorar montras e no interior das lojas (Vitrinismo) terminou ontem, com nota máxima para os representantes das 15 empresas

20 Abr 2017 / 11:47 H.

A Câmara Municipal do Funchal concluiu ontem a primeira acção de um pacote de formação que o Município está a promover para qualificar o Comércio Tradicional do concelho, subordinada ao tema “Vitrinismo – Visual Merchandising”.

A formação foi muito bem recebida pelas 15 empresas participantes, que lhe atribuíram a nota máxima de 5 valores, no balanço dos dois dias e 12 horas de formação. A ação teve por objetivo ajudar o comércio tradicional a adaptar-se aos novos tempos e a tornar-se mais competitivo, tendo sido mais uma iniciativa emanada do Programa para a Revitalização do Comércio e Serviços do Funchal, contando, neste caso, com a importante colaboração da ACIF – Câmara de Comércio e Indústria da Madeira.

Esta primeira ação incidiu na decoração de montras e na exposição de produto no interior da loja. Tratou-se de uma formação certificada, ministrada por Regina Pinheiro, Licenciada em Artes Plásticas e Pintura, pela Faculdade de Belas Artes do Porto, e que é uma vitrinista com 35 anos de experiência em Portugal e no estrangeiro, em empresas de variados sectores. Esta foi, contudo, muito mais do que uma ação de vitrinismo, tendo funcionado como um espaço de partilha, onde se falou da importância de um plano de negócios e da assistência no pós-venda, entre outras tendências das quais depende o futuro do Comércio Tradicional.

Sublinhe-se que esta foi a primeira de várias formações gratuitas, que se destinam a empresários, gerentes e colaboradores de loja. No mês de junho, segue-se a segunda formação, intitulada “Técnicas de Venda e Atendimento”, que abordará a qualidade do atendimento como uma das imagens distintivas do comércio tradicional, fundamental quando se trata de fidelizar o cliente. A terceira formação, sob o signo das “Tecnologia e Redes Sociais no Comércio Tradicional”, está programada, por sua vez, para o mês de outubro.

O pacote de formação agora apresentado corresponde a uma das medidas do Programa de Revitalização do Comércio e Serviços do Funchal, apresentado pelo atual Executivo da Câmara Municipal do Funchal. Entre várias outras medidas focadas no meio urbano e no incentivo à procura, a tónica foi, desta feita, colocada nas pessoas, uma vez que é dos recursos humanos que depende a qualidade do serviço, a divulgação da marca e, em última instância, a viabilidade do negócio.