Fisco manda cortar árvores, mas não na Madeira

22 Fev 2018 / 07:00 H.

A Autoridade Tributária e Aduaneira foi desautorizada. A notícia que faz manchete na edição desta quinta-feira do DIÁRIO revela que embora milhares de contribuintes da Região estejam a ser notificados pelo Fisco, via e-mail, para que cortar árvores num raio de 50 metros à volta das suas casas, até ao dia 15 de Marços, se é que não querem ser multados, essa obrigação não é aplicável na Madeira. A garantia é dada pelo Instituto das Florestas, cujo presidente explica que a medida é mais para sensibilizar as pessoas para as medidas de protecção contra os incêndios e que na Madeira é impraticável devido às características geográficas da ilha.

Na edição de hoje fique também a saber que a Câmara Municipal do Funchal decidiu acatar as recomendações do Governo Regional relativamente a alterações na proposta do Plano Director Municipal e agora vai viabilizar o documento.

Em dia de Roteiro, que hoje apresenta 17 propostas até sábado, o DIÁRIO revela que o conhecido DJ e produtor Mastiksoul actua em Agosto no ‘Porto Santo Beach Party’18’.

No dia em que entrevistamos José Alberto Ribeiro, presidente do ICOM Portugal que estará amanhã pela primeira vez na Madeira no âmbito do 9º Encontro de Casas-Museu de Portugal que se realiza na Casa-Museu Frederico de Freitas, há também Fact Check desta vez sobre como o saneamento básico esquecido está a gerar problemas no concelho da Calheta.

Na edição desta quinta-feira, fique também a saber que o número de desempregados inscritos no Instituto de Emprego baixou em Janeiro, que os preços dos combustíveis estão a aumentar e que o Aeroporto da Madeira tem vindo a crescer, mas abaixo da média.

Tudo isto para ler, e muito mais, hoje com o seu DIÁRIO de Notícias.