Fernando Olim quer “ressuscitar a Camacha”

13 Ago 2017 / 16:07 H.

É com muita “honra e alegria” que Fernando Olim diz ter aceitado o desafio de ser candidato à Junta de Freguesia da Camacha. Durante a apresentação ao eleitorado, que decorreu, esta manhã, no Largo da Igreja da Camacha, o candidato socialista falou dos eixos principais da sua candidatura, que pretende cumprir durante o seu mandato e não “deixando para depois [para próximo das eleições] como muitos que governaram nos últimos anos”.

O candidato do PS à Junta de Freguesia propõe-se a “reerguer o comércio local” e a “trazer as pessoas de volta à Camacha”. “A Camacha ficou esquecida durante anos, por falta de verbas. Vamos revitaliza-la. Vamos ressuscitar a Camacha”, proclamou Fernando Olim. Neste domínio, referiu a criação de infra-estruturas para um mercado local “digno dos camacheiros”, com condições adequadas ao seu funcionamento e “para bem acolher” os visitantes. Paralelamente, visa promover o artesanato local através de feiras criativas e apoiar, dentro do possível, as artes.

O apoio aos medicamentos para as pessoas carenciadas, a criação de um centro de convívio para os mais idosos, a melhoria dos acessos às casas pessoas com dificuldades de locomoção ou a criação de cursos de formação para os jovens à procura do primeiro emprego, foram também algumas das medidas enunciadas por Fernando Olim no âmbito social.

O cabeça de lista do PS a Santa Cruz manifestou a sua confiança em Fernando Olim, descrevendo-o como “uma pessoa séria” e capaz de “mobilizar” e cumprir os objectivos a que se propõe.

Cláudio Torres não quis terminar a sua intervenção sem antes frisar que a resolução de alguns problemas na Camacha durante a governação JPP, como a pavimentação da estrada Maria Ascensão ou a falta de água potável na Eira da Cruz, deu-se apenas “por reacção” à contestação do partido socialista.

Outras Notícias