“Eu não me demiti. Fui dispensado”

Eduardo Jesus esclarece saída do Governo Regional

11 Out 2017 / 19:59 H.

Eduardo Jesus não deixa o Governo por iniciativa própria. E para que não restem dúvidas esclarece que esta tarde foi à Quinta Vigia para conhecer de Miguel Albuquerque, que em 2015 o convidou para ser secretário da Economia, Turismo e Cultura, o veredicto que já é público.

“Confirmo que saio, mas eu não me demiti. Fui dispensado pelo presidente do Governo” refere ao DIÁRIO depois de conhecida a remodelação do XII Governo Regional.

Eduardo Jesus deixa uma pasta que agora fica em parte nas mãos do todo-poderoso Pedro Calado (Economia e Transportes) ou sob tutela de Paula Cabaço (Turismo e Cultura), por sinal até agora sua colaboradora na agência de Investimento.

A última entrevista do governante ao DIÁRIO é vista como detonadora do afastamento que estava a ser pedido por alguns grupos económicos. Ao referir que a ‘Guerra’ do Grupo Sousa “é sinal que os tempos mudaram”, a propósito da ofensiva da OPM, que como o DIÁRIO revelou na edição de 30 de Setembro, interpôs uma acção no Tribunal Administrativo e Fiscal do Funchal contra a vontade do executivo de Miguel Albuquerque de “diminuir os custos” por via da alteração do modelo das operações portuárias da Madeira.

Outras Notícias