ETAR da Atalaia foi “um investimento feito para nada”

22 Jun 2018 / 17:18 H.

Esta sexta-feira, o Bloco de Esquerda promoveu uma iniciativa no Caniço, com o objectivo de abordar a questão da ETAR da Atalaia.

“A ETAR da Atalaia foi concluída em 2009 mas ainda não entrou em funcionamento. Está encalhada desde então num litígio entre o Governo Regional e o empreiteiro, relativo a trabalhos a mais. Não se compreende que passado tanto tempo o governo não tenha conseguido ultrapassar o diferendo com a construtora”, refere Egídio Fernandes.

Para o bloquista trata-se de “um investimento de 4 milhões e meio sem uso há 9 anos”, já os esgotos continuam a ser direccionados para a antiga ETAR, “que não tem capacidade para o volume de efluentes a tratar”.

Egídio Fernandes explica que a dita ETAR foi dimensionada para uma população de 40 mil pessoas, das freguesias da Camacha e Caniço, e que deveria substituir a antiga ETAR do Caniço, junta da qual foi construída.