Empresas da Madeira que prestam serviços a outras perdem volume de negócios

Em 2016, foi de 131,4 milhões de euros, menos 7,7% (ou quase 11 milhões a menos) do que em 2015

04 Dez 2017 / 11:53 H.

Os Serviços Prestados às Empresas (SPE), dados preliminares cuja divulgação foi feita hoje pela Direcção Regional de Estatística da Madeira (DREM), ascenderam a 131,4 milhões de euros no ano passado, cálculos alcançados através de inquérito anual.

Os SPE com sede na Madeira são compostos pelas actividades ‘Informáticas’, ‘Jurídicas’, ‘Contabilidade, auditoria e consultoria’, ‘Arquitectura e engenharia’, ‘Ensaios e análises técnicas’, ‘Publicidade’, ‘Estudos de mercado e sondagens de opinião’ e ‘Actividades de emprego’.

Assim, dado o volume de negócios referido, representa menos 10,9 milhões de euros do que no ano anterior (-7,7%), sendo que o montante oriundo das actividades de arquitectura, engenharia e técnicas afins rondou os 12,4 milhões de euros, tendo decrescido 8,7% face a 2015. Por sua vez, as actividades jurídicas geraram 11,9 milhões de euros, valor semelhante ao de 2015.

No que toca à força laboral, as actividades de SPE empregavam na Região Autónoma um total de 3.637 pessoas, mais 147 do que em 2015 (+4,2%), dos quais 40,6% era a proporção de emprego feminino (+0,1 pontos percentuais do que no ano anterior).

“De referir ainda que o volume de negócios por pessoa empregada nestas empresas diminuiu de 40,8 milhares de euros em 2015 para 36,1 milhares de euros em 2016 (-11,4%), sendo que a evolução dos gastos com o pessoal por pessoa empregada evidenciou tendência idêntica, decrescendo de 13,1 mil euros em 2015 para 12,9 mil euros em 2016 (-1,5%)”, conclui a DREM esta breve a análise.

Outras Notícias