Economistas pedem menos burocracia

Apelo do presidente da delegação regional da Ordem dos Economistas, na abertura da Conferência Anual de Turismo

12 Out 2018 / 09:59 H.

Começou a XII Conferência Anual de Turismo, organizada pela Ordem dos Economistas, no Centro de Congressos da Madeira. Na sessão de abertura, o presidente da delegação regional, Paulo Pereira, salientou a necessidade de equilíbrio nas empresas, para tal necessitando de dialogo entre vários parceiros e agentes, não apenas no interesse dos seus donos.

O modelo nórdico apela a maior capacidade de decisão dos empresários, sem deixar de estar orientado para a primazia dos seus interesses, assegurando os seus capitais, rentabilizando-os. “a economia não é um jogo de soma nula, onde quando se retira de um lado, se ganha do outro. A distribuição de riqueza não é o que está em causa” , frisou. “ Ter empresas geridas para a rentabilidade é o maior caminho para atingir os resultados que satisfaçam a todos”.

“Gostaríamos que os governantes tivessem em conta que para o sucesso da sociedade e a sua prosperidade, tivessem em conta que para tal é preciso rentabilizar as empresas, por isso o repto para que desburocratizem o sistema para as empresas”, deixou o pedido que, frisou Paulo Pereira, deve atravessar varias legislaturas e não apenas tendo em vista o objectivo eleitoral.

Outras Notícias