“É benéfico para a estabilidade governativa da Madeira que haja maioria absoluta”, diz Albuquerque

Esta é a reacção do presidente do Governo Regional e do PSD-Madeira ao estudo de opinião da Eurosondagem que faz manchete na edição desta quarta-feira do DIÁRIO

14 Fev 2018 / 11:41 H.

O PSD-Madeira tem cinco pontos de vantagem sobre o PS-Madeira, uma margem insuficiente para a maioria absoluta. Este é um dos dados que constam do mais recente estudo de opinião da Eurosondagem que é publicado esta quarta-feira na edição em papel do DIÁRIO.

Ora, à margem de uma visita à empresa Horticalheta, no Parque Empresarial da Calheta, Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional e do PSD-Madeira, foi questionado pelo DIÁRIO sobre uma eventual não maioria absoluta na próximas eleições Regionais marcadas para 2019.

Se inicialmente o líder dos sociais-democratas madeirenses disse que não falaria sobre esse cenário, logo foi dizendo que considera que “é benéfico para a estabilidade governativa que haja maioria absoluta” no próximo acto eleitoral.

Ainda assim, considera que “a procissão ainda vai no adro”.

Frontal, Albuquerque diz não ter medo de nenhum adversário que o desafie e voltou a garantir que todas as promessas eleitorais previamente feitas vão ser concretizadas.

Quem também já reagiu a esta sondagem foi o ex-líder do PS-Madeira, Carlos Pereira, cuja notícia pode ler aqui.

De resto, caso seja assinante digital pode ler aqui a notícia na íntegra sobre o estudo de opinião da Eurosondagem. Caso não seja assinante digital, pode fazer a sua assinatura comodamente aqui.

Outras Notícias