Dentes custam 2,3 milhões aos cofres públicos da Madeira

13 Dez 2017 / 07:00 H.

Os cuidados médicos com os dentes dos madeirenses custam 2,3 milhões aos cofres públicos da Madeira. É este o montante despendido pelo IASAÚDE em 2016 em reembolsos de actos praticados com os 141 médicos-dentistas que têm convenção com a Secretaria Regional da Saúde.

Este é o assunto que faz manchete na edição desta quarta-feira do DIÁRIO de Notícias da Madeira, que surge ilustrado com uma grande foto para um tema que é desenvolvido no interior de forma aprofundada pelo jornalista Élvio Passos.

Na parte inferior da capa poderá ler que a escola pública na Madeira perdeu 10 mil alunos. Na última década, o ensino privado registou, por sua vez, um crescimento de 4% por cento. Dados do relatório do Conselho Nacional de Educação revelam que a Região apresenta a segunda mais elevada taxa de conclusão do ensino básico regular (9.º ano). Poderá ler mais no interior numa notícia da autoria da jornalista Ana Luísa Correia.

Candidatura de Santana Lopes acusada de ‘comprar’ votos. Esta é outra das chamadas da capa. Apoiantes de Rui Rio descontentes com a utilização da base de dados do PSD-Madeira com a finalidade de pagar as quotas dos militantes com dificuldades financeiras. Já a mandatária regional do ex-primeiro-ministro nega as acusações. Saiba mais no interior numa notícia da autoria do jornalista Victor Hugo.

‘Voo dos estudantes’ começa hoje a ser vendido é outro dos destaques da primeira página.

Finalmente, na área dos Casos do Dia saiba que briga entre vizinhos acaba em fogo posto. Judiciária investiga incêndio que consumiu viatura, a segunda no espaço de um ano, em Água de Pena. Há mais casos para ler no interior do DIÁRIO, da autoria do jornalista Ricardo Duarte Freitas e outros jornalistas.

Isto e muito mais poderá ler no seu DIÁRIO desta quarta-feira, na edição em papel ou na edição impressa ‘on-line’ aqui através de subscrição digital que poderá fazer facilmente aqui.

Boa quarta-feira e boas leituras.