Comissão Europeia já transferiu 3,5 milhões do Fundo de Solidariedade para a Madeira

19 Mai 2017 / 21:13 H.

O ministro do Planeamento e Infraestruturas Pedro Marques revelou hoje que a Comissão Europeia já transferiu os 3,5 milhões de euros do Fundo de Emergência e Solidariedade relativos aos incêndios de agosto de 2016.

À margem do jantar do Dia do Empresário Madeirense, iniciativa promovida pela Associação Comercial e Industrial do Funchal - câmara de Comércio e Indústria da Madeira, Pedro Marques destacou que a Comissão Europeia “oficiou hoje o facto de já ter aprovado finalmente as transferências dos Fundos de Solidariedade no contexto dos incêndios do verão passado”.

O ministro congratulou-se por ter sido precisamente hoje que “foi tomado conhecimento dessa transferência de 3,5 milhões de euros”, destinados à Madeira.

Os incêndios de agosto de 2016 provocaram a morte a três pessoas e destruição, total ou parcial, em 300 habitações.

Pedro Marques manifestou também a sua satisfação por estar resolvida, para já, a questão das ligações aéreas entre a Madeira e a ilha do Porto Santo, minimizando as críticas por não ter ido à Assembleia Legislativa da Madeira [ALM] quando foi solicitado pela Comissão Especializada de Economia.

“Isso [ir ou não à ALM] - continuou - não é muito relevante para mim, do ponto de vista político o importante é dizer aos cidadãos que a situação está resolvida”

“Já estão asseguradas e disponíveis as reservas para os voos entre o Porto Santo e o Funchal, importante para a economia regional mas também para a mobilidade dos madeirenses e porto-santenses”, disse.

Para o ministro, esta questão está “estabilizada” enquanto o “novo contrato é, agora, lançado com toda a normalidade”.

Outras Notícias