Câmara do Funchal fecha acessos às praias e Parque Ecológico e reforça bombeiros por causa da ‘Leslie’

A autarquia deixa conselhos à população

12 Out 2018 / 16:57 H.

A Câmara Municipal do Funchal acaba de informar que, atendendo ao agravamento das condições meteorológicas no concelho, previsto pelo Serviço Regional de Protecção Civil a partir de madrugada deste sábado, nomeadamente ao aumento do nível da água do mar e da ondulação, bem como ao aumento da intensidade do vento, estarão encerrados no sábado todos os complexos balneares do Funchal, bem como condicionados os acessos a toda a frente-mar do concelho a partir das 22 horas desta sexta-feira.

A autarquia vai, assim, encerrar, a partir desta noite, os acessos rodoviários até à Praia Formosa, onde será removido o passadiço marítimo, bem como ao Lido, à Doca do Cavacas e à Praia de São Tiago.

“Todos os hotéis junto ao passeio marítimo do Funchal serão igualmente informados de que os respectivos hóspedes não deverão usar o mesmo até informação em contrário”, informa a CMF.

Ainda para o dia de sábado “está previsto o reforço do dispositivo dos Bombeiros Sapadores do Funchal no Quartel, bem como dos restantes serviços operacionais da CMF, nomeadamente os afectos ao Departamento de Infraestruturas e Equipamentos e ao Departamento de Ambiente, e às empresas municipais SociohabitaFunchal e Frente MarFunchal, que estarão de prevenção, para responder a qualquer ocorrência”.

Devido à indicação do aumento da intensidade do vento, em particular nas zonas altas, “serão igualmente encerrados os acessos ao Parque Ecológico do Funchal a partir desta noite, mantendo-se encerrados enquanto se mantiverem as previsões de ventos fortes”.

Finalmente, a campanha municipal gratuita de vacinação antirrábica e de identificação electrónica para cães, que começaria no sábado nas freguesias de Santa Luzia, São Gonçalo, São Pedro e Sé, será adiada para data a anunciar.

A edilidade recomenda, por fim, à população que esteja atenta aos avisos das entidades competentes, nomeadamente ao Serviço Regional de Protecção Civil e ao Serviço Municipal de Protecção Civil, e que os respeite escrupulosamente durante o fim-de-semana, reduzindo a circulação com fins de lazer ao mínimo possível, em especial nas zonas altas do concelho e junto ao mar.