Banca e empresas são obrigadas a mudar apesar dos riscos

19 Mai 2017 / 17:23 H.

O Dia do Empresário Madeirense está a ser celebrado no Centro de Congressos da Madeira com um debate intitulado ‘A Evolução dos Modelos de Negócio.

Rui Manuel Teixeira, administrador do Millenium BCP, afirmou que o banco está a testar novos modelos e há uma necessidade de mudança “a uma velocidade estonteante”. “A forma como trabalhamos temos que mudar”, afirma o administrador.

Já Rui Miguel Nabeiro, administrador do Grupo Nabeiro Delta Cafés, responsável pela aposta nas cápsulas da Delta Q. O empresário referiu que, embora agora sinta o sucesso das cápsulas, quando as pastilhas foram introduzidas no mercado, devido à necessidade de “comodidade”, houve um ano que não correu nem. No entanto, perceberam que “não era possível ficar fora de jogo”. “Aprendemos e hoje não levamos tanto tempo a mudar”, referiu.

“Apostámos na grande distribuição, criámos a marca Delta Q para valorizar a marca e foi uma aposta ganha”, assumiu Rui Miguel Nabeiro. A Delta Q está a conquistar a expansão internacional.

Quando questionado sobre as mudanças que foram necessárias inserir, o administrador da Delta disse que foi preciso criar uma unidade separada, com recursos novos, com gente nova e frescura de ideias. A relação com os clientes é essencial para se adaptar ao mercado.

Outras Notícias