“As voltas que o mundo dá!...”, ironiza Jardim às “40 expulsões” no PSD-Madeira

06 Dez 2017 / 15:05 H.

O ex-presidente do PSD-M não perdeu tempo e já reagiu às “40 expulsões” que o DIÁRIO traz hoje na sua edição impressa, fazendo referência às saídas de militantes por terem sido candidatos por outros partidos ou movimentos nas últimas eleições autárquicas. Alberto João Jardim assina um comunicado, com o título é “as voltas que o mundo dá...”, comentando e criticando em poucas palavras - quatro linhas apenas - as saídas de quatro dezenas de militantes que o secretário-geral dos social-democratas confirmou ao nosso jornal, podendo ser lido na edição impressa de hoje.

Ao seu estilo, Jardim observa que “o PSD-R” expulsou quarenta militantes, por terem candidatado por outras listas: “Até aqui tudo bem”, diz, mas acrescenta: “O que convém lembrar é a indignação “renovadinha” quando no meu tempo - e bem - se fez o mesmo. Até houve juras de que “eles” nunca tal fariam...” recorda o ex-líder do PSD-M.

‘Farpas’ ao modo como foi, ou está sendo tratado, o processo de expulsões. Recorde-se que Rui Abreu, secretário-geral dos social-democratas confirmou ao nosso jornal o cruzamento das informações com documentos de candidatura de 1 de Outubro está feito pelos serviços do partido da Rua dos Netos para proceder à expulsão dos correligionários.

Nada de anormal, disse ontem, uma vez que “os estatutos são claros” ao mencionarem que “as expulsões são automáticas” para os que aceitaram concorrer contra o seu próprio partido, sublinhando que “são menos de meia centena de militantes” que assinaram propostas de candidatura independentes ou de outros partidos.

Outras Notícias