Albuquerque considera Feira da Lapa um “polo de atractividade” para a Freguesia do Paul do Mar

13 Jul 2018 / 20:15 H.

Miguel Albuquerque visitou hoje, pela primeira vez, a Feira da Lapa, que decorre até domingo, dia 15 de Julho, no Paul do Mar. Ocasião “perfeita” para o presidente do Governo Regional visitar uma freguesia que tem “atraído cada vez mais turistas, pelo clima, pela gastronomia e pela simpatia das pessoas”, mostrando satisfação pelo convite. “Como bom madeirense adoro festas e este ano convidaram-me, a agenda permitiu e estou aqui muito satisfeito”, disse Miguel Albuquerque, considerando a Feira da Lapa, “um polo de atractividade para o Paul”.

As lapas são, aliás, uma fonte de rendimento para muitos dos habitantes da freguesia, assim como outras iguarias vindas do mar, que por estes dias, estão à venda nos stands espalhados pelo recinto da Feira, ornamentado com as tradicionais “decorações das festas”. Uma fórmula que segundo Miguel Albuquerque atrai pessoas. “Não é preciso inventar mais, basta as nossas barraquinhas, a cervejinha, o atum, as lapas e é isto que é preciso”, salientou, convidando os madeirenses a passarem pelo Paul do Mar durante o fim-de-semana.

Ao todo são 13 stands que participam na edição deste ano, entre os quais a Casa do Povo do Paul do Mar, o Instituto das Florestas e Conservação da Natureza e a Direcção Regional das Pescas (com uma exposição), além de duas empresas e oito particulares.

A apanha da lapa é das actividades mais tradicionais entre os madeirenses. No ano passado, foram comercializadas 110.970 toneladas. Neste ano, até finais de Junho, já se tinham transaccionado 41.073 toneladas.

Outras Notícias