2068 desempregados já integraram as formações do Programa Operacional Madeira 14-20

Esta manhã foram entregues mais 24 certificados na área da contabilidade e fiscalidade

11 Set 2018 / 12:56 H.

A Secretária Regional da Inclusão e dos Assuntos sociais esteve presente, esta manhã, na Gestlider, para a entrega de certificados do Curso de Técnico de Contabilidade e Fiscalidade, a formandos desempregados que concluíram com sucesso a formação profissional.

Este curso está integrado no Programa Operacional Madeira 14-20, a ser desenvolvido ao longo de dois anos (2017/2019), em parceria com o Instituto para a Qualificação, IP-RAM e com 20 entidades formadoras da Região e do Continente, que já aprovou 133 percursos de formação, dos quais 106 já tiveram o seu início e permitiram integrar em acções de formação, um total de 2068 desempregados.

Dados apresentados por Rita Andrade que enalteceu a Gestlider, em virtude do seu trabalho no domínio da formação profissional, assumindo-se como um dos “parceiros ideais rumo a uma melhoria significativa das qualificações da população desempregada”.

Segundo a governante, esta “produtiva colaboração” permitiu, até ao momento, envolver 92 desempregados em quatro Cursos de Técnico de Contabilidade e Fiscalidade (125 horas).

“Neste momento entregamos os certificados do quarto curso, que terminou no final de Junho passado, aos 24 formandos que terminaram com sucesso a formação”. São pessoas com habilitações literárias entre o 9.º e o 12.º ano de escolaridade que olham para esta formação como um meio para a aquisição de uma actividade profissional.

Refira-se que, ao abrigo deste projecto, existe mais um curso de Técnico de Contabilidade e Fiscalidade previsto (24 formandos), com início marcado para 8 de Outubro deste ano.

Estes cursos constituem uma aposta na qualificação profissional dos activos desempregados com objectivo de, por um lado proceder ao ajustamento entre os Planos Pessoais de Emprego (PPE) e o potencial e necessidades individuais de cada candidato e, consequentemente melhorar a sua empregabilidade. Por outro lado, pretende potenciar o regresso ao mercado de trabalho das pessoas em situação de desemprego, através de uma rápida integração em acções de formação de curta duração, que permitam a aquisição de competências relevantes ou a valorização das competências já detidas, possibilitando a continuidade do percurso de qualificação.

Além da Secretária Regional dos Assuntos Sociais,estiveram presnetes a presidente do Instituto de Emprego, Maria do Rosário Serra Alegra e a presidente do Instituto para a Qualificação-IPRAM, Sara Estudante Relvas.

Outras Notícias