Zona Franca da Madeira

14 Out 2018 / 02:00 H.

    Segundo li no DN do dia 12 do corrente, a filha do ditador Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, presidente da Guiné Equatorial, beneficiou de incentivos fiscais na Zona Franca da Madeira 1 milhão e meio de euros, através de 2 empresas registadas na ZFM, das 15 que possui com a mesma morada no Funchal.

    Até ao momento, eu ouvia falar da filha do ex-presidente angolano, que anda a passear com os seus negócios pelo mundo, a partir de Angola, país com muitas riquezas naturais, mas cuja população vive em cabanas e com muitas carências nas diversas áreas económicas e sociais. Hoje fiquei a saber que outra filha de presidente, da Guiné Equatorial, possui 15 empresas registadas na ZFM. O resto não sei, porque ninguém me disse. Imaginem só as carências da população da Guiné Equatorial e só esta senhora, filha do presidente, possui uma riqueza destas!

    E quando o Bloco de Esquerda levanta a voz a denunciar a lavagem de dinheiro na ZFM é acusado de radical e atirado à fogueira como fizeram com as chamadas bruxas no tempo da inquisição. Porque a RAM ganha muito dinheiro com os impostos cobrados na ZFM, só 5%, e se não for assim irão para outros paraísos fiscais.

    Nesta sociedade cristã ocidental, o que conta é acumular capital para alguns, poucos e os outros que se lixem. O Ricardo Robles comprou um prédio quase devoluto que a Segurança Social vendeu em hasta pública, recuperou-o com empréstimo bancário, tudo legal e foi crucificado pelos poderosos por querer ganhar dinheiro. Só os poderosos, os capitalistas e corruptos podem ganhar dinheiro. Os restantes, que são a maioria, devem contentar-se com as migalhas que vão caindo da mesa dos ricos.

    E vale a pena ler o que escreveu o Senhor José Paulo do Carmo. Diz ele que por cá “temos muito a mania de achar que percebemos tudo e temos capacidade de opinar sobre coisas que não dominamos”. E será que o senhor J. P. Carmo domina tudo? Sabe tudo? É doutorado em todas as áreas? Ele até afirma que o comunismo matou mais que o fascismo. Será que fez bem as contas? Sabe quantas pessoas morreram no mundo por causa do fascismo e do nazismo, só na II Guerra Mundial?

    Os poderosos e candidatos ao poder, sobretudo ao poder económico, bem gostariam que as massas acreditassem em tudo o que eles dizem, lhes obedecessem cegamente, para navegarem à vontade no mundo dos negócios como a Sra Isabel Neto de Angola e a Sra Francisca Nguema Jiménez da Guiné Equatorial. Já passámos pelo tempo da censura, da Pide, das cadeias políticas e dos campos de concentração e sabemos bem o que isso é. Valorizamos bastante a liberdade conquistada e, no que me diz respeito, hei-de “cantar até que a voz me doa”. Já tive um processo crime em Tribunal por causa de um artigo de opinião, mas nunca deixei de escrever, de opinar, de intervir, de protestar, quando acho que tenho razão.

    De que serve escravizar tanta gente por causa de acumularem essas fortunas, maiores ou mais pequenas? Vão morrer como toda a gente e os bens ficam por cá, porque não cabem no caixão e o dinheiro não serve para entrar no outro mundo.

    Conceição Pereira

    Outras Notícias