Retrospectiva 2017/2018

15 Mai 2018 / 21:42 H.

    O glorioso marítimo terminou a época de 2017/2018 da Liga NOS em Futebol na 7ª - conquistou 47 pontos - posição, o que não significa qualquer situação desagradável, muito me- nos pungente, porque para além da classificação existem outros factores a considerar e para continuar.

    1º - A estabilidade financeira patenteada pelo Presidente Sr. CARLOS PEREIRA - completa 21 anos no cargo em Julho - desde que assumiu esta posição em 1997.

    2º - O Património da Colectividade - o expoente máximo foi a conclusão do Caldeirão/Fortaleza - está em crescendo permanente, honrando O MARÍTIMO e também a MADEIRA e POR-

    TUGAL.

    3º - A consolidação - mais de 30 épocas consecutivas na 1ª Liga de Futebol - como um dos melhores Cubes de média dimensão do PAÍS e mais representativo das REGIÕES AUTÓNOMAS, com participações em finais nas Taças de PORTUGAL e da LIGA, bem como por diversas vezes na liga Europa.

    Para que os 3 parágrafos anteriores continuem é necessário manter este ADN e matriz, que representam não só a garantia do presente - é muito importante dar passos curtos mas sempre em frente, do que 1 passo precipitado em frente seguido de 2 atrás, com as inconveniências indesejadas - como também em relação ao futuro.

    Cada elemento que represente esta prestigiada - MARÍTIMO - marca, deve ter o discernimento suficiente para não ultrapassar as respectivas competências, porque só respeitando a posição do(s) outro(s), se fará - que enfie a carapuça quem achar que a mesma lhe serve - respeitar, evitando os dissabores que daí advêm, porque existem momentos e lugares apropri-

    ados para abordar cada situação.

    São as recomendações deste Sócio nº 1370 desde 1977, que escreve artigos para as Cartas do Leitor do DIÁRIO desde 2002, sim há 16 anos - já ultrapassam as 3 centenas - mantendo inalterada a matriz que o define desde o início.

    Saudações MARITIMISTAS!

    José Ilídio Baptista Martins

    Outras Notícias