Ponte Nova – Nova Ponte

07 Dez 2017 / 02:00 H.

    A paciência dos funchalenses está a ser posta a prova.Obras, apelos de salvação, embargos, contestações, etc. etc. etc.Jornais, televisão, facebooks, twiters, posts, etc. etc. etc. Produziram e divulgaram opiniões, criticas, certezas, comentários técnicos, etc. etc. etc. Tantos “etcéteras” acabaram por flutuar e desvanecer-se na espuma da informação e da comunicação.No entanto, a Ponte continua lá, parada, incapaz de satisfazer a sua função primeira e pela qual nasceu – ligar e comunicar entre margens, manter a fluidez na estrutura viária desta pequena parcela de Cidade, criando e sustentando parte da dinâmica social e económica dos que moram e trabalham nesta zona. À partida, todos têm a sua razão, todos querem fazer valer os seus argumentos, todos querem ganhar uma “corrida” intelectual e política sobre “passadeiras rolantes”, sem saírem da sua razão, sem construírem “pontes” de entendimento. Os cidadãos querem que o Património seja salvaguardado, querem que a Ribeira seja segura, querem que a solução seja rápida, querem que este impasse seja ultrapassado. Começa a ser incompreensível que seja aparentemente tão difícil encontrar uma solução. Continuamos à espera há meses sem conta. Permitam o desabafo, o tempo de saber quem tem a razão já passou, agora queremos soluções. Construam “novas pontes” entre as partes, mas façam renascer a Ponte Nova.

    Carlos Gonçalves