Meninos de coro

13 Nov 2017 / 02:00 H.

    Ricardo Salgado, Sócrates e outros figurões de colarinho branco e botões de punho, afinal são meninos de coro. Não confundir com - decoro... Aqueles estão acusados por 21 e 31 crimes!, respectivamente, mas os seus advogados lavam-nos ainda mais branco: o de Sócrates, diz que a acusação é oca e vazia de factos(!). Este senhor é bacoco? Já o do Dono Disto Tudo diz que Salgado está inocente e a acusação é totalmente infundada(!). Pergunto: Então os milhares e milhares de caracteres, sobre esta exponenciada vergonha, dados à estampa, por: CM, Sábado, JN, PÚBLICO e outros - é tudo mentira? É uma cabala? Nenhuma notícia tem verosimilhança? Os advogados podem dizer estas alarvidades e não são responsabilizados? Os lesados (termo eufemístico que designa: roubados!) do ex-BES são uma realidade virtual? Terem depositado uma vida (também de emigração) feita de sangue, suor e lágrimas e terem ficado sem o seu dinheiro é uma encenação carnavalesca? Questiono o senhor F. Proença de Carvalho, advogado de Salgado (ex-BES): E se as suas poupanças feitas de hercúleo sacrifício fossem subtraídas? Que faria?...

    Aqui, há outra grande questão: Sabemos pelos média, os nomes dos corruptos, branqueadores de capitais, fraudulentos e outros crimes por aí fora e os argumentos daqueles advogados querem-nos fazer passar por atolambados, dando-nos um atestado de menoridade mental! Somos nós que sofremos os rombos do Estado social... e pagamos isto tudo! Tudo isto, sem benevolência da palavra: É Miserável! Razão teve a minha Saudosa Mãe, impondo com veemência: Vítor, não quero que sejas advogado!

    Vítor Colaço Santos

    Outras Notícias