Centrais nucleares

21 Mar 2017 / 02:00 H.

    Há centrais nucleares envelhecidas na Europa. Em Espanha, a de Almaraz já está fora do prazo. Este assunto gravíssimo devia mobilizar mais a opinião pública. As vantagens económicas da produção nuclear servem poucos em detrimento da sanidade de milhões de ibéricos.

    Será que o Governo, ao desistir da queixa apresentada em Bruxelas, contra a central de Almaraz, agilizará o processo? - Duvida-se. O que está em causa é ampliar o prazo da sua produção atómica que gera mais de 160 milhões de euros para os acionistas privados e estes já pediram mais 20 anos de laboração. Se assim for, aumenta-se exponencialmente o risco de acidente nuclear! Almaraz ainda não encontrou um local para enterrar os lixos nucleares. Portugal deve ser irredutível, face ao processo de desmantelamento da central. As Nações Unidas são categóricas: O nuclear é insustentável! As energias limpas têm se ser a alternativa. A AR votou unanimemente para que Espanha encerre Almaraz de vez. Portugal optou pela não energia nuclear, assim não pode estar sujeito a um passivo ambiental terrível. A exposição à radiação contribui para cancros da tiroide, do sangue, diminuição da fertilidade e por aí fora...

    Somos obrigados a viver quotidianamente com estes riscos - até quando? Certamente, até a esmagadora maioria da opinião pública tomar consciência que as suas vidas correm iminentes perigos!

    Vítor Colaço Santos