Há um des(norte) na corte Vicentina

15 Set 2017 / 21:39 H.

    A história de Portugal é fértil em lendas de Reis, Príncipes, Barões, Duques e sanguessugas, ávidos de encherem os seus cofres com os impostos do povo, a vassalagem era uma forma de tributo ao rei prometendo fidelidade e trabalho em troca de protecção.

    Mudam-se os tempos e a história repete-se. O Rei do alto do seu palacete e com o quinto recebido muda-se agora para outro palácio mais próximo das suas raízes.

    1) Este Rei que foi coroado e levado ao trono por um povo que se uniu, em poucos anos de reinado dispensa algumas das suas carroças mais antigas, trocando-as por outras de outras marcas importadas, mais fortes e mais modernas, para mais rápido e mais cómodo perseguir o seu povo que agora começa aperceber-se que afinal não era este Rei, nem estes Duques nem Príncipes que servem os interesses deste povo. Mas passemos ao resto da listagem pormenorizada do reino.

    2) (Vice-Rei) abandonou a casa da fundição gerida pela coroa espanhola para se dedicar á servidão, no inicio do seu mandato colocou a única carroça de corridas que disponha e mais algumas de lazer á venda para realizar algumas mais-valias, tal era a sua situação financeira, mas em pouco tempo da vassalagem já não precisou deste encaixe financeiro, iniciou a construção de um palacete longe do olhar de qualquer intruso o qual estará para breve a sua conclusão, construído na corte do norte em local nobre infringindo regras e apoiado por empresas que trabalham para o reino em regime de ajusto directo.

    3) (Africano) (suporte financeiro) dispõe de um saco de moedas de ouro infindável, compra e venda de palacetes entre outros o anterior palacete do Rei que foi adquirido á pouco tempo.

    4) (Capataz) - trabalhou muitos anos na casa da moeda, apoiando ao longo dos tempos todos os movimentos e cores que passaram pelo reino, um autêntico vira casacas, eis que chega a hora de arranjar tachos aos seus familiares mais próximos, aposentou-se e é agora D Afonso V o gordo.

    5) Vassalo, veio de longe da parte mais distante do reino, prepara-se para dar o seu lugar a outro(a) pensando-se tratar de alguma mudança, para mais tarde e de forma pouco ortodoxa chegar de novo ao poder como cobrador de impostos, com formação duvidosa na área do desporto é dos menos competentes, mas já se julga alguém.

    Em nota de rodapé

    (este povo unido está em vigília permanente)

    H.C P.G

    Outras Notícias