Separar as coisas...

28 Mar 2011 / 02:00 H.

    M. Nascimento

    No pretérito sábado, eu com uma amiga , ambas nacionalistas deslocámo-nos à boleia de um amigo maritimista,até sto António para assistir ao derbi de juniores. Nenhum de nós levava qualquer adereço que identificasse o nosso clube, não por medo, mas por respeito ao dono do carro.
    À chegada e quando o nosso amigo foi impedido de pôr o carro no parque, com a desculpa de nao haver espaço, recuámos para arranjar um sitio para estacionar, mas ao vermos outros carros entrarem  voltámos lá e novamente impedidos de  entrar sendo dada a desculpa de que o carro que acabara de entrar era da mae e irmã do presidente maritimista. Claro que isto gerou polémica pois a pessoa que nos levara à boleia para além de ser antigo atleta do referido clube, é socio pagante ha quase 40 anos...

    Voltámos atrás, estacionámos o carro nas imediações do campo e, à entrada, cada um foipara o lugar que lhe correspondia.
    Qual não foi o meu espanto quando depois vim a saber que pediram desculpa ao nosso amigo por nao o terem deixado entrar no parque  justificando tal facto por  ele trazer no carro duas "gajas" do nacional...

    Ao saber  o motivo, e ja no fim do jogo, falei com dois dos funcionarios (o mais mal educado jã não estava) mostrando o meu desagrado pelo acontecido.
    Vim para casa, e já no mesmo carro, levantei as mãos aos céus agradecendo a Deus e ao meu pai o facto de ambos terem tido influencia na minha escolha de fazer, desde que nasci, parte desta grande e diferente familia Nacionalista, familia onde se sabe separar as aguas e onde se conhece o respeito pelos outros.
    Depois desta experiência tão desagradavel, não será tao cedo que irei colocar os meus pés em tal recinto, porque se com os funcionarios já é assim, que se podera esperar da  restante massa associativa do clube de Santo  Antonio?

    Outras Notícias