A onomatopeia madeirense

15 Abr 2018 / 08:00 H.

Onomatopeia é uma figura de estilo na linguagem que permite o uso de vocábulos para representar um som. Uma onomatopeia nasce a cada vez que uma palavra escrita reproduz um ruído, um barulho ou som. Posto isto, a dor que tem sido infligida qual tapona na cara e pelos vistos, se nada for feito, vai continuar a ser causada a centenas e centenas de madeirenses que querem viajar de avião, só pode soar a isto: tap! Ou melhor, TAP, e aqui, não é inocente a correlação entre os dois, isto porque a transportadora aérea (cada vez menos) portuguesa continua a dar sinais que não respeita os direitos dos passageiros.

Leia-se o caso, noticiado pelo DIÁRIO, de estudantes finalistas que viveram situações que roçaram o surreal: após o embarque foram postos na rua por falta de lugares disponíveis na aeronave.

Ou do caso de atletas madeirenses que andaram de um lado para outro à espera do regresso.

E muitos mais tem havido claro.

A cereja no bolo foi, claro, a notícia revelada pelo DIÁRIO que a TAP vai fechar o balcão da Madeira em breve. Ora, se as coisas já estão complicadas agora para reclamar os direitos dos passageiros, imagine-se sem haver um ‘face to face’ à moda antiga. Embora, pensando melhor, às tantas isto de fechar o balcão para não ter de lidar olhos nos olhos com os madeirenses pode ser uma estratégia dos novos donos da TAP, com medo que o ‘feitiço se vire contra o feiticeiro’, ou seja, que os madeirenses, fartos de levar tanta pancada, optem pela tal onomatopeia e lhes apliquem um contra-TAP...

Texto JFP

Outras Notícias