Vinho Madeira regressa de viagem além-mar

Viagem inaugural de barco para a América do Sul foi feita com produtos regionais a bordo

Brasil /
18 Mai 2018 / 02:00 H.

Vasco Braz, o empresário que iniciou uma viagem de catamarã com destino ao Brasil, já se encontra em casa, com o sentimento de missão cumprida. Tal como o DIÁRIO noticiou, na edição impressa do passado dia 5 de Fevereiro, o madeirense ‘embarcou’ nesta viagem, com o objectivo de cumprir um sonho de criança: atravessar o Oceano Atlântico numa embarcação, experiência que se revelou numa bela aventura e que para sempre será recordada. Para esta viagem além-mar, o velejador quis, tal como costuma fazer sempre que visita outros países, levar uma lembrança da Madeira para ser oferecida aos residentes do destino, que neste caso foi o Rio de Janeiro.

Para tal, o aventureiro, que também foi fundador da Associação de Jet Ski da Madeira e presidente da Associação Náutica da Madeira, contou com apoios particulares para a aquisição das lembranças de produtos regionais, que foram depois entregues ao Consulado Geral de Portugal no Rio de Janeiro. Consigo, Vasco Braz levou bolos-de-mel e dois Bordados Madeira, incluindo uma toalha “de muito valor”, oferecidos pela Bordal - Bordados da Madeira, que apoiou esta iniciativa de levar a cultura regional até ao outro lado do Atlântico. Porém, foi com uma garrafa de Vinho Madeira, mais concretamente um Blandy Bual 1962, oferecida pelo grupo Blandy, que foi concretizada grande parte da história desta aventura. “Levar a garrafa de Vinho Madeira foi uma sugestão do [enólogo]Francisco Albuquerque. A ideia consistiu em fazer brindes em todos os pontos de paragem da viagem com este vinho, na companhia das pessoas que ia conhecendo. Depois, trouxe a garrafa de Vinho Madeira de volta para casa, onde fiz o último brinde com os meus pais, porque foi com eles que abri pela primeira vez a garrafa”, antes de embarcar na aventura.

No destino final, o velejador foi recebido pelo cônsul-geral de Portugal no Rio de Janeiro, Jaime Leitão, a quem ofereceu as lembranças trazidas da Madeira. Mas, antes, Vasco também esteve em contacto com pessoas de todas as classes, com quem também brindou e deu a conhecer o vinho regional. Nesta viagem, a Câmara Municipal do Funchal (CMF) também se fez representar, ao enviar uma medalha da cidade, que também foi entregue a Jaime Leitão.

A concretização desta expedição foi um mero acaso feliz. “Um amigo fez-me um convite para fazer parte da tripulação daquele barco que ia ser entregue na América do Sul e, apesar de já ter feito muitas viagens náuticas, nunca tinha travessado o Oceano Atlântico”. A viagem inaugural desta embarcação fica, assim, para a História ao ter sido realizada com produtos regionais da Madeira a bordo, que rumaram para a América do Sul.

A ideia era fazer brindes com o Vinho Madeira na companhia das pessoas que ia conhecendo”

Outras Notícias