Veríssimo junta 26 em antologia

Livro tem poemas inéditos e um de Herberto Helder que está fora da sua obra

07 Dez 2017 / 02:00 H.

Baltasar Dias, Eugénia Rego Pereira, Cabral do Nascimento, Octávio de Marialva, Alfredo Vieira de Freitas, João França, Florival de Passos, Henrique Pereira, Herberto Helder, João Carlos Abreu, Irene Lucília Andrade, José Martins Júnior, Ângela Varela, António José Vieira de Freitas, José Viale Moutinho, Dalila Teles Veras, Guilhermina da Luz, João Dionísio, Fátima Pitta Dionísio, António Manuel Loja Neves, José Baptista Fernandes, José António Gonçalves, Teresa Jardim, José Tolentino Mendonça, Laura Moniz e José Luís Rodrigues. São 26 os poetas/autores reunidos na obra ‘Lapinha de poesia: antologia de poetas da Madeira’ pela mão de Nelson Veríssimo. O livro é uma nova edição da Imprensa Académica, para comprar a partir do dia 13.

“São leituras poéticas de um tempo cristão que se conjuga harmoniosamente com a tradição e a criatividade popular”, resume o antologista. Nélson Veríssimo guiou-se por padrões literários e por um certo gosto pessoal, confessou. Entre os textos estão poemas inéditos e um poema de Herberto Helder que não está incluído na sua obra. Trata-se de um poema que publicou no Eco do Funchal. “Nós sabemos que ele não era propriamente dado às questões do Natal e aliás no próprio poema ele nega a existência do Natal face à guerra da Coreia e à ausência da mãe. Acho que é um poema muito bonito e surpreendeu-me”.

A par da riqueza do conjunto de textos, a obra ganha pontos pela ilustração com figuras de presépio do acervo da Casa-Museu Frederico de Freitas. A capa é uma imagem de um postal de Lourdes de Castro.

“Na ‘Lapinha de Poesia’ surgem recriações do cenário de Belém, visões líricas e intimistas, vivências, memórias, saudades, preces, apelos e registos etnográficos da nossa Festa”, acrescenta Nélson Veríssimo, explicando que a obra é particularmente relevante na medida em que reúne “composições significativas para a compreensão do Natal na Ilha, numa perspectiva poética”.

O professor está feliz com o resultado. Acredita que o livro além de uma boa prenda é uma oportunidade para os madeirenses conhecerem os seus poetas, sobretudo através de um tema querido como é o Natal.

O livro será comercializado na Fnac Madeira, nas lojas Gaudeamus e em www.wook.pt, por 12 euros.

Outras Notícias