Um ‘recital’

Pela madeira vão passar FC Porto, Benfica, Águas Santas e Sporting no espaço de 1 mês

22 Abr 2017 / 02:00 H.

A segunda volta da fase final do Campeonato Nacional da I Divisão de andebol em seniores masculinos tem reservado para a formação do Madeira SAD um autêntico ‘recital’ de andebol de qualidade, com a disputa no Pavilhão do Funchal de quatro dos cinco encontros desta fase. Ao FC Porto, já esta tarde, pelas 15 horas, seguir-se-á o Benfica, a 29 de Abril, Águas Santas, a 13 de Maio, e Sporting, no dia 20 de Maio. Os madeirenses fecham a temporada no dia 27 de Maio, em Braga, frente ao ABC.

Quatro partidas, todas elas de crucial importância, desde logo no que à luta pelo título de campeão nacional diz respeito, com FC Porto, Sporting e Benfica lado a lado por esse objectivo, com os madeirenses a poderem ter também uma palavra a dizer na luta por uma vaga nas competições europeias.

O conjunto comandado pelo técnico Paulo Fidalgo, que apresenta um orçamento de ‘tostões’ face à concorrência, tem desportivamente se colocado quase lado a lado com os melhores emblemas nacionais, sendo de assinalar a extrema valorização dos principais andebolistas ao serviço da equipa madeirenses, que viram valorizadas as suas competências no plano nacional mas não só.

Veja-se os casos de Nuno Silva, Fábio Magalhães, o melhor marcador do campeonato, e Bruno Moreira. No caso de Nuno Silva, a segunda passagem pela Madeira, vindo da II Divisão, voltou a colocar este andebolista num plano de excelência a que não está alheio certamente a sua qualidade mas também o trabalho da equipa técnica que o bem conhece e a quem o jogador sente gratidão.

Fábio Magalhães e Bruno Moreira com uma carreira feita no Sporting estavam ‘esquecidos’ e vieram esta temporada para a Região para protagonizarem uma época de qualidade, assumindo um protagonismo no plantel do Madeira SAD importante entre outros bons exemplos do papel dos madeirenses na valorização dos seus activos.

De volta às contas do campeonato, vêm aí quatro jogos que trazem as ditas ‘grandes’ equipas do andebol nacional à Região e que certamente vão ‘mexer’ com os adeptos do andebol madeirense.

Com os encontros a serem todos eles determinantes, autênticas finais que, pelo o papel que o Madeira SAD pode exercer nesta fase da temporada, irá certamente obrigar todos os seus elementos a um total compromisso com as cores madeirenses projectando já o que poderá ser o futuro deste projecto madeirense, que já está consolidado na elite nacional.

No imediato a luta por um lugar europeu não pode estar de fora das contas madeirenses.

Outras Notícias