Triunfo seguro garantido no último quarto de hora

06 Nov 2017 / 02:00 H.

Golos de Samaris e de Salvio, nos últimos 15 minutos, garantiram ontem ao Benfica um triunfo por 3-1 sobre o Guimarães, na 11.ª jornada da I Liga, após Jonas ter inaugurado o marcador.

Com Diogo Gonçalves e Salvio a mostrarem intensidade nas alas e Pizzi e Krovinovic, pela primeira vez titular para a I Liga, activos na zona central, as ‘águias’ chegaram ao golo aos 22 minutos, com André Almeida, na sequência de uma tabela com o croata no lado direito, a cruzar para a conclusão fácil de Jonas.

Forçada a reagir, a equipa da casa criou o seu melhor lance da primeira parte dois minutos depois, quando Luisão impediu o desvio final de Raphinha, após uma combinação entre Tallo e Francisco Ramos.

Os vimaranenses, contudo, pecaram na definição dos seus ataques rápidos e foram incapazes de retirar o controlo do jogo ao Benfica, que se manteve sereno na circulação de bola e foi novamente perigoso num remate de Salvio que Miguel Silva segurou (42 minutos).

Na segunda parte, Raphinha fez a primeira ameaça séria à baliza de Svilar aos 57 minutos, num livre lateral, e Héldon falhou por centímetros o ângulo superior esquerdo, num remate de fora da área, aos 63.

O Benfica voltou a subir de rendimento com a troca de Pizzi por Samaris, e o grego, além de ter reequilibrado a equipa, marcou um golo (76) praticamente decisivo para o desfecho do jogo. As proporções da vitória aumentaram três minutos depois, quando Salvio ganhou em velocidade e bateu Miguel Silva.

A equipa anfitriã reduziu a desvantagem com um ‘disparo’ rasteiro à entrada da área de Rafael Martins e ainda desperdiçou a hipótese de estabelecer a diferença mínima no último lance do jogo, quando Tallo, na cobrança de um penálti, atirou por cima.

Outras Notícias