Teste passado com distinção

Benfica igualou Sporting no segundo lugar e volta a colocar pressão nos rivais

Braga /
14 Jan 2018 / 02:00 H.

Um Benfica a dar sequência às últimas exibições venceu ontem o Braga por 3-1, subindo provisoriamente ao segundo lugar da classificação.

O primeiro sinal dos jogo até pertenceu ao Braga, com um remate de Danilo de muito longe, aos sete minutos, mas o Benfica respondeu com um remate de pé esquerdo de Salvio após boa jogada individual. Depois da ameaça, chegou o golo inaugural dos ‘encarnados’ com selo sul-americano: ‘roubo’ de bola de Jonas a Danilo, Cervi foi primoroso na assistência ao compatriota Salvio que, na cara de Matheus, não perdoou.

O Braga não conseguia fazer uma jogada com princípio, meio e fim, com Danilo a destacar-se pela negativa nas perdas de bola, e foi o Benfica a estar muito perto de voltar a marcar, aos 34 minutos, com Krovinovic a rematar cruzado ligeiramente ao lado. Contudo, logo a seguir, o Braga dispôs da melhor oportunidade para marcar na primeira parte, mas Ricardo Horta falhou de forma incrível o desvio, após uma incursão de Esgaio pela direita (35 minutos).

A segunda parte abre com um cabeceamento ao poste de Jardel (46 minutos) e pouco depois Grimaldo obrigou Matheus a defesa atenta após contra-ataque muito rápido.

O Braga criou uma boa ocasião aos 62 minutos, com Ricardo Horta a rematar forte e rasteiro para grande defesa de Bruno Varela, que, após o canto teve que estar atento a um cabeceamento de Rosic. Mas pouco depois o Benfica chegou ao segundo golo: bom cruzamento de André Almeida da direita e Jonas, sem marcação, cabeceou sem apelo.

Paulinho ainda reduziu, de cabeça, após cruzamento largo de Ricardo Horta e uma saída em falso de Bruno Varela (74 minutos), mas depois de ter desperdiçado uma soberana oportunidade para resolver de vez o jogo, Jiménez redimiu-se já no período de descontos, marcando o terceiro com um remate de primeira após cruzamento de Cervi (90+1 minutos), que fez a segunda assistência no jogo.

Outras Notícias