Tramas e enredos mostram retalhos

Muitos dos símbolos mais tradicionais da Madeira inspiram este projecto

07 Fev 2018 / 02:00 H.

É com um cheirinho a Carnaval brasileiro, mas com muitos condimentos madeirenses que a Associação de Animação Tramas e Enredos prepara o desfile na Avenida do Mar. ‘Retalhos da ilha’ é a temática escolhida para abrilhantar o ‘sambódromo’ funchalense, com muita cor e muita animação.

São os elementos mais tradicionais da Região que inspiram o enredo desta trupe, que trabalha num espaço cedido para o efeito. Desde o mar e as levadas, passando pelas flores e árvores, a floresta Laurissilva e até a cana-de açúcar e o fogo-de-artifício servem de inspiração para um projecto que arrancou em Janeiro. A Tramas e Enredos não constava do lote inicial para o desfile, mas conseguiu reentrar e nem por isso o entusiasmo esmoreceu.

Aliás, é com o apoio de algumas empresas e entidades que foram traçando o seu projecto e ganhando ainda mais forças para o fazer crescer.

Entrar na sala de trabalho desta associação, localizada na Ajuda, no Funchal, é dar de caras com uma variada paleta de cores, de materiais e de muita imaginação. “Pensamos que muita da alegria que vem da nossa ilha é proveniente dos nossos recursos naturais”, assume Sandra Abreu, presidente da associação. É essa alegria, que pretendem mostrar no próximo dia 10 de Fevereiro.

As inscrições para participar nesta trupe ainda se encontram abertas, mas apenas para turistas, encaminhados pelos hotéis da Região, de acordo com protocolo fixado para o efeito. Uma vez que, tal como referido, esta trupe não foi das primeiras a serem seleccionadas, a associação Tramas e Enredos acabou por receber alguns elementos que tinham tentado entrar noutras trupes, mas que não conseguiram. “Algumas trupes já tinham pessoas ‘em lista de espera’, que acabaram por ser reencaminhadas para a nossa”, assume Sandra Abreu.

Os cerca de 100 figurantes vão estar divididos em mais de cinco alas, sendo que a bateria estará a cargo da Banda Filarmónica do Caniço e Eiras. Quanto à banda sonora, será um ‘mix’ cuja base é a ‘Música Na Alma, Inspiração de Uma Nação’, música que animou os Unidos da Tijuca, no Rio de Janeiro, no Carnaval do ano passado.

E porque estamos a falar do Brasil, temos que referir o responsável pela concepção do projecto da Tramas e Enredos, Raul Diniz. O brasileiro, que vive em Espanha há 10 anos, já trabalhou em diversas escolas de samba do nosso país irmão, arrecadando vários prémios. Com esta ‘bagagem’ de outros Carnavais, a inspiração não falta ao homem que, embora de parcas palavras, mostra nos olhos o orgulho neste projecto cheio de cor, plumas e com um evidente cunho madeirense, quer pelo tema, quer pelos acessórios que estão a ser criados.

Assim, o Carnaval que tão bem conhece dá o mote para o projecto madeirense, onde não falta a pedraria, a eva com glitter, muitas lantejoulas, plumas, penas e muitos tecidos variados, que vão desde as organzas aos veludos.

As estruturas de arame, nomeadamente para as cabeças, foram as primeiras a merecer a atenção dos responsáveis pela trupe, que desde Janeiro têm trabalhado quase 24 horas por dia para garantir que tudo estará preparado na data certa. Os tecidos foram comprados na Região, dado o constrangimento causado pelo prazo até ao Carnaval.

“Temos um projecto belíssimo e a operacionalização tinha que corresponder, o que só se consegue com horas de trabalho”, explica Sandra Abreu, acrescentando que, por ser uma coisa que se faz com gosto, não cansa.

A sala de trabalho desta trupe reflecte um misto de cores e de texturas que pretendem mostrar a vivacidade das tradições e do passado desta ilha. O carro alegórico, inspirado na cana-de-açúcar, quer mostrar aquele que foi um dos maiores meios de subsistência da Madeira. No dia da nossa visita, logo pela manhã, eram já quatro os elementos que se encontravam a trabalhar nos diversos acessórios que vão dar mais brilho a esta trupe. Mesmo entre dedos queimados pela cola quente e poucas horas de sono, o ânimo pela chegada de mais um Carnaval não esmorece.

Embora ainda exista muito trabalho pela frente, tudo deverá estar a postos para o desfile na Avenida do Mar.

Outras Notícias