Tecnologias digitais e aprendizagens

iniciativa decorre a 24 de Outubro
no Casino;
As inscrições já estão abertas

08 Out 2017 / 02:00 H.

A segunda edição da Novas Conferências do Casino, projecto idealizado pela Secretaria Regional de Educação, em parceria com o DIÁRIO, vai ocorrer na manhã de 24 de Outubro, de novo no Centro de Congressos do Pestana Casino Park Hotel.

O contributo das tecnologias digitais na promoção das aprendizagens é tema escolhido para ser interpretado por diversos convidados. As comunicações estarão a cargo das professoras Neuza Pedro e Elsa Fernandes, das universidades de Lisboa e da Madeira, respectivamente, e de Carlos Cunha, da Escola Secundária D. Manuel Martins (Setúbal), Emanuel Garcês, Magda Ascensão e Vasco Cunha, da Direcção Regional de Educação.

Os trabalhos culminarão com a intervenção do professor Catedrático da Universidade Técnica de Lisboa e presidente do Madeira – Interactive Technologies Institute (M-ITI), Nuno Nunes.

A formação é válida para efeitos de progressão na carreira docente e os interessados podem proceder à sua inscrição, desde já, em www.dnoticias.pt/novasconferencias.

A primeira edição das Novas Conferências do Casino realizou-se a 16 de Abril de 2016, e teve como matéria de debate os potenciais contributos da Educação na promoção da empregabilidade.

A Secretaria Regional de Educação, em parceria com o DIÁRIO, decidiu promover, em cada um dos anos do mandato do governo regional, um ciclo de debates subordinados ao tema genérico ‘Educação e Sociedade’ e designado Novas Conferências do Casino.

A matriz dos debates a realizar fica assim identificada com o carácter inovador e transformador das originais Conferências do Casino, promovidas pela intelectualidade portuguesa entre Março e Junho de 1871.

A escolha da área da Educação para tema central destas conferências resulta, desde logo, da parceria entre a SRE e o DIÁRIO. Para além dessa circunstância, interessa que a sociedade questione, debata e perspective os melhores contributos da Educação para um Futuro que, em termos de evolução tecnológica, coloca, a cada dia, novas condições e desafios tanto aos alunos como aos docentes, com particular implicação no processo de ensino-aprendizagem.

“Não faria sentido, neste exercício de reflexão reduzir o leque de potenciais interessados àqueles que diariamente vivem e fazem a Educação acontecer nas Escolas – os professores, os alunos e os encarregados de educação. Isso equivale a reconhecer que o projecto é aberto à totalidade dos interessados em participar no mesmo”, refere a organização.

Outras Notícias