Steve Dillon

Faleceu um dos criadores de “Preacher” e um dos grandes nomes da BD britânica

Mundo /
30 Out 2016 / 02:00 H.

Muitos leitores de séries como “Preacher” e “Punisher” reconhecem o traço característico de Steve Dillon, um dos maiores autores britânicos de Banda Desenhada. Nascido a 22 de março de 1962, ao longo dos anos, Dillon ganhou um estatuto lendário no mundo da Banda Desenhada americana pelo seu estilo expressivo e incomparável representação de cenas de ação.

Steve Dillon tornou-se um profissional da BD aos 16 anos, quando publicou a sua primeira aventura na revista “Hulk Weekly”, editada pela Marvel UK. Posteriormente, passou a desenhar na “Doctor Who Magazine” e durante os anos 80, foi um dos lendários criadores que contribuiu para a revista britânica chamada “2000 AD”, onde desenhou aventuras de personagens tão célebres como “Judge Dredd”. Durante os anos 90 do século passado, passou a trabalhar para a DC Comics, onde deixou a sua marca na série “Hellblazer”. Na Marvel trabalhou em títulos como “Punisher” – o Justiceiro, o célebre Wolverine e criou novas aventuras dos “Ultimate X-Men”.

Para muitos, a sua obra prima será sempre “Preacher”, onde trabalhou com o argumentista Garth Ennis e criou uma narrativa memorável sobre um pregador chamado Jesse Custer, que estava possuído por uma entidade sobrenatural. A série “Preacher” durou 66 números e foi publicada entre 1995 e 2000. No ano 1999 foi a vencedora de um dos cobiçados prémios Eisner.

Na altura que “Preacher” foi publicada, nunca se tinha visto nada publicado pelas editoras ‘mainstream’ e Steve Dillon afirmou que por vezes não sabia se iriam autorizar a publicação daquilo que pretendia fazer com o Ennis na revista. Esta série ganhou nova notoriedade recentemente já que começou a ser adaptada para a televisão, com Dominic Cooper como protagonista.

Steve Dillon faleceu subitamente, como consequência do rebentamento do apêndice durante a sua visita à New York Comic Con deste ano. A notícia inesperada foi um choque para os leitores e o mundo da BD americana. Dillon era um talento transcendente e um artista generoso, que enriqueceu com o seu traço único as mitologias dos Universos Marvel e DC.

Roberto macedo Alves

Outras Notícias