Serrão apoia Câmara

Candidatura reclama mais de 1.300 apoiantes à liderança do partido

29 Dez 2017 / 02:00 H.

Na contagem decrescente para as eleições no PS-Madeira, Emanuel Câmara soma mais um apoio de ‘peso’. Depois de Bernardo Trindade ter vindo a público apoiar o autarca do Porto Moniz na corrida à liderança, agora é a vez do ex-presidente do partido e ex-deputado, Jacinto Serrão declarar-se ao seu lado. Para o antigo dirigente Câmara personifica a candidatura mais “mobilizadora” para o partido. “O Emanuel esteve ao meu lado quando fui líder do partido e até no tempo em que liderei a Juventude Socialista. Conheço-o há muitos anos e tem sido um bom exemplo para o PS. É um socialista com história e provas dadas para liderar e mobilizar os militantes e o partido em torno dos seus princípios e do seu ideal para a sociedade”, afirmou Jacinto Serrão ao DIÁRIO.

A candidatura de Emanuel Câmara, por seu turno, considera o apoio de Serrão “importantíssimo”, não apenas pelo seu percurso no partido, desde os tempos da JS, mas pela influência que exerce ainda junto dos militantes, “sendo um dos dirigentes mais respeitados nas hostes socialistas regionais”. Para a candidatura de Câmara a posição de Jacinto Serrão “é mais um passo para que uma grande maioria de militantes vote nesta lista no dia 19 de Janeiro”.

Vantagem para Emanuel

Depois de ter encerrado o prazo para o pagamento das quotas dos militantes, no passado dia 19 de Dezembro, um mês antes das eleições para a presidência do partido e delegados ao Congresso, as candidaturas ultimam, neste momento, as moções e as listas dos candidatos.

De acordo com a candidatura de Emanuel Câmara, terão capacidade eleitoral 1.952 militantes na Madeira e Porto Santo.

O Funchal é o concelho com maior peso nas contas finais, tendo 611 militantes (31%) aptos a votar no escrutínio do próximo mês. Segue-se o concelho de Machico, com 519 militantes (26,5%) e o concelho de Câmara de Lobos com 371 militantes (19%).

São Vicente, Ponta do Sol e Santa Cruz terão também, segundo as previsões da equipa de Emanuel Câmara um “peso importante” neste acto eleitoral. Célia Pessegueiro, presidente da Câmara da Ponta do Sol, por exemplo, é mandatária do autarca do Porto Moniz, sendo por isso provável que obtenha um bom resultado no concelho onde presidente à autarquia.

A candidatura acrescenta que, numa primeira avaliação efectuada aos militantes inscritos para o acto eleitoral, “é de esperar uma vitória robusta de Emanuel Câmara, contabilizando, actualmente, perto de 1.300 apoiantes nos cadernos eleitorais - esperando a obter uma percentagem próxima dos 65%”.

Recentemente a candidatura de Carlos Pereira veio a público garantir que o actual presidente tem mais de mil declarações de apoio à sua candidatura. Dia 19 de Janeiro os militantes socialistas decidirão.

Serrão de regresso

Jacinto Serrão foi presidente do PS/M entre 2002 e 2007 e 2010-2011. Nas eleições regionais de 2004, conseguiu eleger 19 deputados à Assembleia Legilstiva, com 28% dos votos. Nas autárquicas do ano seguinte o PS, por si liderado, teve 47 mil votos.

Foi deputado à Assembleia da República em duas legislaturas, saindo em 2015. Depois disso , afirmou ao DIÁRIO, em 4 de Julho passado, que a sua “missão política” tinha terminado. E, terminou, quando os dirigentes socialistas “resolveram dispensar, liminarmente, os meus contributos”, daí que, “como não sou profissional da política, sou académico e investigador, decidi voltar ao meu trabalho”, esclareceu.

Regressa agora para apoiar Emanuel Câmara.

Outras Notícias