Scott Joplin homenageado em concerto no Teatro

Amigos dos Conservatório promovem concerto às 18 horas de amanhã

29 Dez 2017 / 02:00 H.

    A Associação Amigos do Conservatório de Música da Madeira (AACMM) apresenta amanhã, dia 30 de Dezembro o último dos três concertos integrados nas Festas de Natal e Fim de Ano da Madeira, intitulado ‘Com Música para o Ano Novo: Scott Joplin e o seu mundo’.

    O concerto que se realiza no Teatro Municipal Baltazar Dias, pelas 18 horas, pretende comemorar os 100 anos da morte do ‘Rei de Ragtime’, Scott Joplin. “Retratando cerca de duas décadas do nascimento de jazz, entre 1895 e 1917, com as suas raízes no ragtime e blues, o programa deste concerto reunirá obras de vários compositores/intérpretes da época, pretendendo também revelar, para além de temas conhecidíssimos do compositor americano, o seu outro lado e ambições no campo operático”, adianta Robert Andres, presidente da AACMM.

    Os intérpretes neste concerto serão: Carla Isabel Moniz (soprano), Robert Andres (piano), Vitor Sardinha (banjo), Jorge Maggiore (percussão), Fabien Filipe (sousafone), João Freches (jazz piano) e ainda as pianistas Anikó Harangi, Honor O’Hea e Iryna Kózina.

    Do programa do concerto constam obras de Joplin (‘The Entertainer’, ‘Maple Leaf Rag’, canções, árias e números da sua ópera ‘Treemonisha’), W. C. Handy (‘St. Louis Blues’ e ‘Beale Street Blues’), E. Hogan (‘La Pas Ma La’), Th. Bennett (‘St. Louis Tickle’) E Jelly Roll Morton (‘The Jelly Roll Blues’). De destacar, a improvisação sobre o tema ‘The Entertainer’ pelo aluno do 2º ano do Curso de Jazz do Conservatório – Escola das Artes, João Freches. Várias das peças apresentadas, representam um marco histórico no seu género.

    No final do programa serão apresentadas duas peças ‘surpresa’, de modo a terminar o programa num espírito elevado e alegre, preparando de melhor maneira a entrada para o próximo ano.

    Recorde-se que Scott Joplin (falecido a 1 de Abril de 1917) foi um compositor e pianista afro-americano, nascido em Texas e fazendo parte da primeira geração de pós-escravismo. Celebrado como ‘O Rei de Ragtime’, escreveu 44 ragtimes originais, um ragtime-bailado e duas óperas. Apesar de hoje em dia ser mais conhecido o seu ragtime ‘The Entertainer’, este tema ganhou a sua popularidade sobretudo depois de ser utilizado no filme ‘The Sting’ (A Golpada) em 1973. O ragtime que lhe garantiu a popularidade imediata, e honorários vitalícios, foi um dos seus primeiros, o ‘Maple Leaf Rag’.

    Improvisador nato, incluía nas suas obras todos os tipos de música com os quais se cruzava, desde gospel e espirituais a blues e música coral. Tendo como professor de piano e teoria um músico alemão, chegou a apreciar também os géneros europeus, tais como ópera e música folclórica. A música que ele escrevia era completamente nova para a época, sempre aguardada com muita expectativa e recebida com muita admiração. Em 1976 foi lhe postumamente atribuído o Prémio Pulitzer.

    Os bilhetes para este concerto, com o valor unitário de 15 euros, estão à venda na bilheteira do Teatro Municipal. Sócios da ANSA têm um desconto de 50% e os sócios da AACMM têm entrada gratuita, tal como os alunos do CEPAM e DSEAM, mediante disponibilidade.

    Outras Notícias