Sanas rebocou veleiro em apuros

19 Mai 2017 / 02:00 H.

    O Sanas Madeira foi anteontem chamado a socorrer uma embarcação de 12 metros que estava a ‘meter água’ a cerca de 50 milhas a Sul da Madeira. Neste veleiro, de bandeira norte-americana, encontravam-se sete tripulantes russos que aparentemente não sofreram quaisquer ferimentos.

    O Centro de Coordenação recebeu a informação de que esta embarcação havia ficado sem propulsão e estava a navegar à vela (cerca de 5 nós por hora), informou o Capitão do Porto do Funchal. Acrescentou ainda que o mesmo navegava ‘na companhia’ de outros dois – um já havia chegado ao Funchal e outro encontrava-se a 2 milhas -, e como conseguia navegar à vela, terá ficado decidido que navegaria nestas condições próximo da entrada no Porto do Funchal e que aqui seria um dos outros veleiros do grupo a assegurar o reboque até a acostagem.

    Entretanto, ao final da tarde, terá havido contacto com o Sanas a solicitar o reboque, operação validada pelo Centro de Coordenação, uma vez que as embarcações afectas à Autoridade Marítima não são apropriadas para o efeito.

    Por essa razão foi empenhado o Super Tornado do Sanas que foi ao encontro da embarcação, procedendo ao reboque da mesma até ‘porto seguro’, onde terá chegado às primeiras horas da madrugada.

    Outras Notícias