Rui Vitória recusa alarmismos

Lisboa /
16 Set 2017 / 02:00 H.

O treinador do Benfica reforçou ontem a ideia de que “os campeonatos não são fáceis” e desdramatizou o facto de os ‘encarnados’ já terem cedido pontos na I Liga portuguesa. O técnico, que fazia a antevisão à visita ao Boavista, hoje, da 6.ª jornada, lembrou o percurso dos tetracampeões nacionais nos dois últimos anos e considerou que a principal competição nacional será disputada até ao fim.

“Já ganhámos uma Supertaça e tivemos jogos difíceis que também foram ganhos. Eu não sou de comparações com o passado, mas, no ano passado, por esta altura, tínhamos os mesmos 13 pontos, tínhamos 11 golos marcados e quatro sofridos, enquanto agora temos 12 marcados e três sofridos. Nunca disse que os campeonatos são fáceis. Há dois anos disputámos o campeonato até à última jornada com o Sporting e, no ano passado, passou-se o mesmo, mas com o FC Porto. Este ano alguém imagina que seja diferente?”, questionou.

Por outro lado, o treinador voltou a mostrar confiança nos jogadores que tem à disposição, apesar de admitir que é necessário “arranjar algumas nuances” no modelo de jogo. “Há um ano estávamos a perguntar quem iria substituir o Renato [Sanches] e o Nico [Gaitán]. Eram as mesmas conversas. O Benfica tem vivido sempre sob esta questão e as soluções foram sendo encontradas. A matéria prima que temos é diferente e vamos ter de arranjar algumas nuances no jogo, que possam valorizar os jogadores. Isto faz parte do processo das equipas”, salientou.

Outras Notícias