Rubina Leal diz que CMF não reabilitou um único edifício

17 Mai 2018 / 02:00 H.

Nos últimos quatro anos e meio a Câmara Municipal do Funchal (CMF) não reabilitou um único edifício nem conseguiu fixar uma única família no centro da cidade. A denúncia é de Rubina Leal, vereadora do PSD.

“A recuperação de todos os edifícios da nossa cidade tem sido fruto de um grande esforço dos privados, dos comerciantes, dos empresários locais, e não da autarquia que, não tendo gasto um único cêntimo na reabilitação urbana, chama a si os 25 milhões de euros investidos por terceiros” constatou a vereadora do PSD na CMF, reagindo à notícia ontem publicada no DIÁRIO.

Rubina Leal diz que “já chega de acenar com o chapéu dos outros.” Por isso desafia o presidente da autarquia a dizer qual foi o edifício adquirido e recuperado na cidade pelo executivo camarário.

A falta de investimento da CMF na reabilitação urbana poderá colocar em perigo pessoas e bens, alertou, lembrando que o executivo autárquico recebeu 3 milhões de euros do Turismo de Portugal para recuperar edifícios de interesse histórico, e que até o momento não existe uma única obra feita.

“A Felisberta é o exemplo flagrante da falta de investimento da Câmara na reabilitação urbana. Uma reabilitação feita de lonas que escondem uma triste realidade: edifícios históricos que a cada ano que passa ficam cada vez mais degradados”, sublinhou Rubina Leal.

“Todos sabemos que a Câmara recebeu três milhões de euros do Turismo de Portugal para recuperar edifícios. Todos sabemos que o presidente da Câmara anunciou que o Município tinha adquirido a Felisberta. Hoje sabemos que não temos Felisberta adquirida nem Felisberta reconstruída. Hoje não temos reabilitação urbana, nem a aplicação dos três milhões.”

Hoje, a vereação do PSD vai questionar, em Reunião de Câmara, onde foram aplicados os 3 milhões de euros e onde está a reabilitação urbana “tão apregoada”. R.D.F.