Ribeiras acusam falta de limpeza

Com o regresso das chuvas, a prevenção de cheias volta à ordem do dia. A equipa de reportagem do DIÁRIO percorreu o leito das ribeiras para descobrir o que mudou (ou não?) após a intervenção do Governo

07 Nov 2017 / 02:00 H.

Estávamos em Outubro de 2015, nas entranhas das principais ribeiras do Funchal - João Gomes, Santa Luzia e São João - onde os efeitos dos incêndios dos verões de 2010 e de 2013 eram bem visíveis: centenas de árvores tombadas, pelo vento e pelo fogo, rochedos de grande porte à solta e pequenos deslizamentos de terras ameaçavam obstruir as linhas de água.

Hoje, em 2017, o cenário...

Outras Notícias