Realizadores animados

Uma ‘Viagem’ que relata a vida problemática de um jovem adulto com momentos marcantes desde a sua infância até à idade adulta

14 Nov 2017 / 02:00 H.

‘Viagem’ é uma curta-metragem de animação que ilustra uma simples, mas complexa memória, em pouco mais de três minutos. A forma brilhante como três realizadores orquestraram a história, estudos, animação, ajustes e som valeu-lhes o prémio vencedor na categoria de estudantes, no Festival Mundial da Animação (CINANIMA).

Realizado por João Monteiro (Almada), Luís Vital (Porto Santo) e Ricardo Livramento (Madeira), alunos do curso de Design Animação e Multimédia na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Portalegre, este foi um projecto que levou um semestre a ser finalizado, mas que encantou o júri.

“A nossa curta-metragem foi escolhida pela sua expressividade, grafismo, técnica de animação e narrativa não-linear”, disse Ricardo Livramento, visivelmente feliz pela menção. O porta-voz do grupo disse que o trabalho levou entre “três a quatro meses” a ser finalizado, numa produção que tem aborda precisamente a linha do tempo entre o presente e o passado.

“Inicialmente na criação do projecto tivemos imensos formadores que nos serviam de exemplo e estiveram presentes a orientar-nos para termos um bom resultado. Entre os três fazíamos sempre uma brincadeira de que o nosso filme iria passar no festival CINANIMA e que iríamos receber o prémio. No dia 11 de Novembro pudemos ver esse sonho a ser realizado”, afirmou.

Em concurso, juntamente com ‘Viagem’ estavam oito animações, mas o trio que representava Portugal entre os concorrentes levou mesmo as medalhas para casa. “Foi a maior menção e o culminar de todo o trabalho, sem nunca ter a certeza que íamos ganhar o prémio”, confidenciou Ricardo Livramento.

Quanto à história propriamente dita, os realizadores disseram que a personagem “basicamente enfrenta uma situação passada relacionada com os pais”, algo que passa pelo drama da violência doméstica. Essa problemática é simbolizada através de uma cicatriz que a personagem tem gravada e “mesmo quando tudo parece estar bem a memória continua”, algo que o protagonista animado tem de confrontar “como um monstro”.

O futuro passa por finalizar o curso, agora que ambos estão no último ano de licenciatura e talvez um período fora de Portugal para evoluir “em termos de aprendizagem”, sendo que o Mestrado em território nacional está colocado fora de hipótese, dada a pouca oferta formativa de qualidade.

Por agora, “alguns realizadores internacionais” que estavam presentes neste festival cinematográfico, “ficaram com os contactos” dos novos artistas da Sétima Arte, não fossem eles os primeiros a receber o prémio nacional nesta categoria e no curso que estão a leccionar.

O que é o Cinanima?

O CINANIMA é um Festival Internacional de Cinema de Animação com grande prestígio mundial, sendo um dos mais conhecidos e reputados festivais internacionais que já conta com 41 edições. Anualmente são exibidas novas obras que se produzem no mundo e tem como finalidade divulgar vários trabalhos, naquele que é considerado um projecto que defende a descentralização cultural portuguesa.

“Um Festival como o CINANIMA não é feito apenas de filmes, sendo inúmeras as exposições, oficinas, masterclasses, encontros e outras iniciativas que ocorrem durante a semana”, descreve a entidade por detrás da realização do evento.

Para ter ideia da dimensão deste festival, todos os vencedores de prémios no CINANIMA ficam automaticamente apurados para o concurso europeu de melhor filme de animação, o ‘Cartoon D’Or’, organizado pela CARTOON – Associação Europeia de Filmes Animados. Por outro lado, o vencedor do Grande Prémio do CINANIMA fica apurado para o pré-concurso às nomeações para os Óscares da Academia de Hollywood.

Outras Notícias