Raspar até acertar

apostador venceu ontem um prémio de 100 mil euros com um raspa
que custou cinco

09 Nov 2017 / 02:00 H.

O número da página na qual apresentamos esta notícia até pode estar associado a um algarismo portador de coisas más, mas é tudo fruto da sua imaginação, isto porque ontem à tarde, um apostador na ‘casa’ dos “60 ou 70 anos”, ao cumprir com a sua rotina habitual, ficou 100 mil vezes mais rico.

Ao passar pelo seu quiosque de eleição, a ‘Roda da Sorte’, em frente à Empresa de Electricidade da Madeira, comprou um raspa ‘50x’, no valor de cinco euros e voltou mais tarde... para saber como levantava o prémio de 100 mil euros a que tinha direito.

O apostador que “nunca tem o ritual de raspar na tabacaria”, voltou pelas 16 horas para obter mais informações acerca do pagamento, adiantou Luísa Rodrigues, uma das colaboradoras deste espaço sortudo. A funcionária disse então que o premiado terá de se deslocar até Lisboa ou Porto, a fim de adquirir o dinheiro a que tem direito, nomeadamente, a uma das casas da Santa Misericórdia.

Com o chão repleto de confetes e muitos curiosos que reforçaram a sua esperança nos jogos da sorte, ao aperceberem-se que hoje havia sido entregue um prémio com esta quantia considerável, até faziam piadas, como por exemplo, se soubessem que ganhariam este prémio já tinham marcado “a viagem com uma semana de antecedência” para levantar os 100 mil euros.

Este cliente que “apenas compra este tipo de raspadinha” tem agora 90 dias para levantar o seu prémio, tempo suficiente para organizar a sua viagem até Portugal continental, sem esquecer que também terá direito ao subsídio de mobilidade.

Trata-se do valor mais alto atribuído por este agente dos jogos da Santa Casa, onde “é normal serem atribuídos prémios todos os dias”, embora de menor valor monetário.

Com este prémio, o feliz contemplado entra para um restrito lote de apostadores que já sorriram na Madeira, numa onda de ‘jogos da sorte’ que tem vindo a crescer na Região.

Outras Notícias