Rali de São Vicente mantém 8 classificativas

Especial entre São Vicente e Boaventura cresce, passando a ter mais 3,3 km

15 Fev 2018 / 02:00 H.

A secção de automobilismo do Clube Desportivo Nacional já tem delineado o figurino do Rali de São Vicente, a prova de abertura do Campeonato de Ralis da Madeira de 2018, agendada para os dias 16 e 17 de Março. Isto apesar de o regulamento ainda aguardar aprovação por parte da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK).

A prova, que será composta por oito classificativas e que terá como director Nélson Ferreira, mantém basicamente a estrutura do ano passado, com algumas pequenas alterações. A principal tem a ver com a classificativa que liga São Vicente à Boaventura, que cresce mais 3,3 quilómetros em comparação com a edição do ano passado. A organização aproveita assim o facto de ter sido inaugurado o troço intermédio entre a Fajã da Areia e a Ponta Delgada, que surge como alternativa viária à estrada regional, para antecipar a partida desta classificativa, que ocorrerá um pouco à frente do conhecido restaurante ‘ Many’,

A exemplo dos anos anteriores, o rali inicia-se na noite de sexta-feira, com a superespecial no centro de Ponta Delgada, que será uma espécie de aperitivo para o dia seguinte.

A classificativa da Vila de São Vicente marca o arranque do dia de sábado, que conta ainda durante a primeira secção com as passagens pelo troços de Lameiros/Encumeada, São Vicente/Boaventura e esta mesma especial em sentido inverso, com um reagrupamento pelo meio.

Após o parque de assistências, os concorrentes enfrentarão as duas passagens pela Encumeada/Lameiros, tendo pelo meio a segunda especial da Vila de São Vicente.

Outras Notícias