‘Race for Water’ faz testes na Madeira

O catamarã chegou na quinta-feira e deverá partir durante o dia de hoje

22 Abr 2017 / 02:00 H.

Movido a 100% com energias renováveis e pela vontade de toda uma tripulação em lutar contra a poluição no Oceano, o ‘Race for Water’ saiu de França para uma volta ao mundo e efectuou uma paragem na Madeira.

Atracado na Marina do Funchal, o catamarã tem atraído muitos curiosos, devido aos painéis solares que ‘recheiam’ todo o seu exterior, algo nunca visto.

Jean-Marc Normant , capitão da embarcação, explicou ao DIÁRIO que esta paragem na Madeira foi previamente planeada, com o objectivo de serem realizados alguns testes no equipamento. “Como sabemos que podemos ter suporte aqui, decidimos parar para fazer alguns testes e resolver alguns problemas, caso encontrássemos. Mas está tudo bem”, garante.

Numa viagem que terá a duração de cinco anos, sem qualquer tipo de impacto negativo para o Ambiente, a equipa irá promover várias actividades, de forma a ‘contagiar’ pelo planeta as suas missões, que se resumem à sensibilização, não só dos decisores políticos mas de todo o público e gerações sobre a urgente necessidade de se conservar o Oceano.

A Fundação Race for Water, criada por Marco Simeoni, já organizara uma primeira viagem pelo mundo, na qual efectuou um balanço sobre o estado de poluição do mar, sendo que o factor mais preocupante foi a grande concentração de plástico (cerca de 80% da poluição no mar é composta por resíduos plásticos).

Desta forma, Simeoni sentiu a necessidade de combater este problema pela raiz, dando início à construção de uma máquina que transforma os resíduos plásticos em recursos energéticos. Esta é uma das soluções inovadoras da fundação, cujo projecto-piloto deverá ser realizado ainda este ano.

Daqui a cinco anos, teremos novas conclusões levantadas nesta missão, que ‘corre pela água’.

Outras Notícias