“Quem não gostaria
de voltar ao seu país?”

ruben micael vai deixar o futebol chinês para regressar

13 Out 2017 / 02:00 H.

Ruben Micael vai abraçar um novo projecto a partir de Janeiro, uma vez que termina contrato com os chineses do Shijiazhuang Ever Bright em Dezembro.

“É um dado adquirido que vou estar noutro projecto a partir do próximo ano”, revelou ontem o médio madeirense, que vem mantendo a forma na Camacha, enquanto estuda propostas.

“Quem foi jogar para a China pode jogar em qualquer sítio, mas como a família já pesa bastante o objectivo é regressar à Europa”, anunciou, não escondendo que regressar a Portugal está também a ser equacionado. “Quem não gostaria de voltar ao seu país? Obviamente que sim, mas não fecho as portas a outros países. Temos mais dois meses e meio para decidir, tenho ainda contrato com a equipa chinesa mas não posso estar à espera. Há pessoas que estão a tratar-me dessa situação e a única coisa que me compete é manter a forma e tomar a melhor decisão”, explicou.

Ruben Micael não se arrepende da opção que tomou, quando foi jogar para a China, ainda que tenha perdido do ponto de vista desportivo visibilidade. “Fui o único jogador que até hoje disse que ia para a China por uma questão financeira, porque a verdade é que os chineses estão muito atrasados ao futebol europeu, apesar de terem um mega-projecto. Mas não me arrependo da opção tomada, quis arriscar e no primeiro ano as coisas até correram super bem. Depois, descemos de divisão e, com 30 anos, foi minha decisão não querer jogar na II Liga da China. Por isso, agora tenho de esperar até Janeiro”, explicou - a época passada o madeirense jogou por empréstimo nos israelitas do Maccabi de Tel Aviv.

Ruben Micael é internacional por Portugal mas não pensa num regresso à selecção. “Tenho de ser realista. A selecção tem jogadores muito novos a aparecer, que estão a jogar em grandes clubes europeus, e está muito bem servida. Obviamente que não esqueço a selecção mas tenho de ser realista”, disse o madeirense.

Outras Notícias