Proposta por Zainadine recusada

O empresário do jogador revelou ter chegado essa proposta de Espanha

25 Jan 2018 / 02:00 H.

O Marítimo rejeitou uma proposta por Zainadine apresentada por um clube da Liga espanhola. Foi Zainaid Sidat, empresário do central internacional por Moçambique, que o revelou, sublinhando ainda que “esta mesma proposta não foi do agrado da SAD maritimista”.

O empresário do jogador assegura que a proposta provinha de um clube do meio da tabela da La Liga, adiantando que “agora pode faltar tempo, até ao fecho do mercado [31 de Janeiro] para renegociar a proposta”.

Refira-se que, no início do mês, Zainaid Sidat revelou haver propostas por Zainadine, de França e da Espanha, tendo, nessa altura, Carlos Pereira assegurado que à SAD apenas tinham chegado abordagens.

Recorde-se que o central moçambicano, depois de ter cessado o contrato com o Tiajin Teda e, paralelamente, o contrato de empréstimo dos chineses ao Marítimo, renovou com os verde-rubros por dois anos e meio, tendo, contudo, ficado impedido de alinhar pela equipa nos dois primeiros jogos de 2018 (Sporting e Chaves) por razões burocráticas.

Tudo indica que o central moçambicano vai permanecer no Marítimo, pelo menos, até ao final desta temporada.

Entretanto, devidamente autorizado pela SAD, Zainadine deslocou-se a Moçambique por razões familiares, devendo reintegrar os treinos apenas na sexta-feira.

Erdem Sen foi à Bélgica

Mas também Erdem Sen foi autorizado, uma vez mais, a ausentar-se da Madeira, para deslocar-se à Bélgica, a fim de tratar de assuntos de índole pessoal.

Tudo indica que o médio belga/turco reintegre o grupo no treino desta manhã, que vai ocorrer no Estádio do Marítimo.

Erdem Sen tem estado distante daquilo que produziu na época passada, no seu primeiro ano com a camisola verde-rubra, quando se tornou numa das pedras mais importantes do xadrez de Daniel Ramos. Este ano apenas alinhou em sete dos 19 jogos que o Marítimo já disputou para a Liga e nem foi convocado para o último jogo, em casa, frente ao Belenenses, já depois de ter sido suplente não utilizado em Paços de Ferreira.

Contudo, com contrato até ao final desta época, quando cessa o contrato com o Marítimo, há a expectativa que o jogador ainda possa aparecer na equipa ao longo desta segunda volta da I Liga a um nível semelhante ao da época passada.