Prepare-se para o que aí vem

02 Dez 2016 / 02:00 H.

    O Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA) elevou ontem o nível de ‘alerta’ do estado do tempo para a Madeira e Porto Santo, até amanhã.

    A mais recente actualização coloca a Região em aviso laranja em diversos sectores por causa da previsão de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes e acompanhados de trovoada, vento forte a muito forte com rajadas até 120 km/h e agitação marítima com ondas com 5 a 6 metros, podendo atingir 8/10 metros de altura máxima.

    O mau tempo estava previsto começar a fazer-se sentir a partir da meia-noite, com chuva ou aguaceiros, por vezes fortes e acompanhados de trovoada, e vento forte do quadrante sul com rajadas até 100 km/h, nas regiões montanhosas, a motivar a entrada em vigor do aviso amarelo.

    Estado do tempo que estava previsto agravar-se em toda a Região esta madrugada (3h), altura em que o aviso meteorológico subia para laranja, devido à previsível ocorrência de períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes, persistentes e acompanhados de trovoadas, que deverão manter-se com particular intensidade até o final da manhã de hoje. Baixa depois para amarelo até as 6 da manhã deste sábado.

    Se a precipitação promete abrandar a partir da tarde deste sábado, o vento aumenta para níveis condizentes o nível de ‘alerta’ laranja a partir do final da tarde desta sexta-feira. A partir das 18 horas prevê-se que sopre muito forte do quadrante oeste, com rajadas até 120 km/h nas regiões montanhosas. Só a Costa Norte da Madeira escapa ao ‘vento laranja’. A Sul e no Porto Santo poderá atingir os 90 km/h.

    Entretanto a agitação marítima irá também crescer a partir do início da madrugada de amanhã, com ondas de sudoeste com 4 a 5 metros na Madeira e Porto Santo. Aviso amarelo que a meio da madrugada foi elevado a laranja na Costa Sul e no Porto Santo, porque as ondas deveriam subir para os 5 a 6 metros, podendo atingir 8 a 10 metros de altura máxima, até ao final do dia de sábado. Depois baixa para o nível amarelo até as 6 da manhã de domingo.

    Outras Notícias